Clique e assine a partir de 9,90/mês

Campeonato da Indonésia é suspenso após assassinato de torcedor

 A polícia de Bandung já tem oito suspeitos pela morte, mas alertou que mais pessoas podem estar envolvidas

Por EFE - 26 Sep 2018, 10h18

A Associação de Futebol da Indonésia (PSSI, sigla em indonésio) anunciou a suspensão da primeira divisão de futebol nacional, A Liga 1, por um período indeterminado, depois que um torcedor morreu espancado por integrantes de uma torcida rival, no ultimo domingo. O presidente da PSSI, Edy Rahmayadi, disse que a paralisação permitirá que as autoridades avancem na investigação do fato, de acordo com um comunicado divulgado na noite de terça-feira.

Rahmayadi acrescentou que o comitê disciplinar da entidade vai se reunir para determinar as sanções contra o Persib Bandung, cujos torcedores foram responsáveis pela violência. O anúncio ocorreu depois que o ministro dos Esportes indonésio, Imam Nahrawi, pediu na terça, durante entrevista coletiva, que a PSSI suspendesse a competição durante duas semanas como gesto de respeito aos familiares da vítima e punir os responsáveis. “Isto merece um momento de reflexão para percebermos que a vida é muito mais valiosa que o futebol”, disse Imam, em um outro comunicado do ministério.

Um grupo de torcedores do Persib, alguns carregando objetos pesados, espancaram até a morte Haringga Sirila, torcedor do Persija Jakarta, antes do início da partida entre as duas equipes. O crime aconteceu nos arredores do estádio Lautan Api, em Bandung, a 150 km da capital Jacarta. Vídeos que circularam nas redes sociais após o ataque mostram uma multidão de torcedores do Persib rodeando o corpo de Haringga, enquanto que alguns deles comemoram. A polícia de Bandung já tem oito suspeitos pela morte, mas alertou que mais pessoas podem estar envolvidas.

A gestão do presidente da PSSI tem sido questionada por políticos e parte da sociedade, que iniciou uma campanha contra ele na internet que conta já com mais de 60.000 assinaturas. Seus críticos questionam a compatibilidade de seu cargo com o de governador da província de Sumatra do Norte.

Continua após a publicidade

O vídeo contém imagens fortes

Publicidade