Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Buffon anuncia saída da Juventus. Mas não fala em aposentadoria

Goleiro defendeu a Juventus por 17 anos. E disse ter propostas para trabalhar dentro e fora de campo

Capitão e símbolo da Juventus, Gianluigi Buffon anunciou nesta quinta-feira que está deixando o clube de Turim. O goleiro, porém, não confirmou a sua aposentadoria dos gramados, indicando que poderá dar sequência na sua carreira por outro time de fora da Itália.

Acompanhado do presidente da Juventus, Andrea Agnelli, Buffon, de 40 anos, afirmou que o jogo de sábado contra o Verona, pelo Campeonato Italiano, será o último dos seus 656 pela Juventus, mas que ofertas recebidas de outros clubes o levaram a mudar de ideia sobre sua aposentadoria.

Veja também

“Até cerca de duas semanas atrás, estava certo de que iria parar de jogar. Agora, chegaram ofertas para dentro e fora do campo, que me empolgaram. Vou deixar passar esses três dias e então vou tomar uma decisão definitiva, calmamente.”

Buffon iniciou a sua carreira profissional pelo Parma, transferindo-se para a Juventus em 2001. Ele descartou a possibilidade de ir a outro time da Itália ou de divisões inferiores para seguir nos gramados. “Não sou alguém que pensa em terminar a carreira na terceira ou quarta divisão. Sou um animal competitivo e não teria condições de viver nessa situação.”

Vaga no Liverpool?

O goleiro foi ligado a uma transferência para o Liverpool, que, curiosamente, está na final da Liga dos Campeões da Europa, um dos poucos troféus que faltam na sua galeria – ele disputou três decisões do torneio continental e perdeu todas – mas não falou sobre o assunto.

Buffon ajudou a Juventus a conquistar o sétimo título consecutivo do Campeonato Italiano no domingo, quatro dias depois de o time levar o tetra consecutivo da Copa da Itália. Foi o nono título italiano do goleiro pelo clube, mas os outros dois foram retirados por causa do escândalo conhecido como “Calciopoli”. O time foi, então, rebaixado para a segunda divisão, mas Buffon permaneceu na Juventus e a ajudou a voltar à elite.

O goleiro se aposentou da seleção em novembro, quando a Itália foi eliminada na repescagem das Eliminatórias para a Copa do Mundo pela Suécia, mas recentemente retornou para amistosos. Ele fez parte do grupo da seleção italiana que venceu a Copa do Mundo de 2006.