Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileiro feminino é ampliado, ganha 2ª divisão e mais verba

Clubes do futebol masculino terão espaço para criarem times femininos em 2017

O Campeonato Brasileiro feminino foi ampliado. Com pedido de maior tamanho e mais dinheiro, além da necessidade de clubes masculinos terem equipes femininas para jogarem torneios da Conmebol, a competição foi aumentada.

Com pedido de um volume maior, o torneio foi ampliado para 2017. Assim, o Campeonato Brasileiro feminino ganhou uma segunda divisão e um maior número de jogos.

A primeira divisão passará a contar com 16 equipes e 126 partidas. Os times serão divididos em dois grupos de oito equipes cada, com turno e returno. Os quatro primeiros times de cada chave avançam para as quartas de final. A partir daí, o torneio será em mata-mata até a final. Com isso, cada equipe jogará, no mínimo, 14 jogos no ano.

Já a segunda divisão, que será chamada de série A2, terá também 16 equipes, mas apenas 62 jogos. As equipes serão divididas em dois grupos com oito times cada, mas com disputa de apenas um turno. Apenas as duas primeiras equipes de cada grupo avançam para a semifinal e depois final. Assim, cada equipe fará, no mínimo, sete jogos por ano.

Na primeira divisão, jogarão o Flamengo, atual campeão brasileiro, o Audax Corinthians, atual campeão da Copa do Brasil, oito clubes melhores classificados no Ranking feminino e seis clubes participantes da série A do Campeonato Brasileiro de 2016. Isso é uma forma de estimular clubes que não têm equipes femininas a participarem, até por ser uma exigência da Conmebol, que futuramente vetará da participação de seus torneios clubes que não tenham equipes femininas. Caso, ainda assim restem vagas (caso clubes não queiram participar), serão abertas vagas a clubes da série B e, depois disso, voltam ao Ranking feminino.

Já as 16 vagas na série A2 serão pelo Ranking feminino, dando sequência às equipes que não estarão na primeira divisão. A partir de 2018, a federação melhor rankeada ganha mais uma vaga na segunda divisão. Já outras 13 vagas serão definidas de acordo com os campeões estaduais ou melhores colocados nos Estados. As 26 federações disputam 13 vagas no torneio. Além deles, em 2018, teremos os dois rebaixados da série A1 completando a série A2.

Todos os clubes receberão para transporte, acomodação e alimentação para 24 pessoas em cada jogo como visitante na primeira e segunda divisão.

Por participação, cada equipe da série A1 receberá R$ 15 mil, mais R$ 10 mil para jogos como mandante e R$ 5 mil para jogos como visitante. Ao chegar nas quartas de final, o clube recebe R$ 20 mil. Os semifinalistas receberão R$ 30 mil. Já o vice-campeão receberá R$ 60 mil, enquanto o campeão receberá R$ 120 mil.

Na série A2, cada equipe receberá R$ 10 mil pela participação. Serão R$10 mil para jogos como mandante e R$ 5 mil para jogos como visitante. Os semifinalistas receberão R$ 15 mil, enquanto o vice-campeão receberá R$ 30 mil e o campeão R$ 50 mil.

Com esse valor distribuído, os clubes terão maior possibilidade de participarem dos torneios sem problemas.

O torneio feminino passará a ter transmissão de SporTV, Band Esportes e Inter Play, além de acompanhamento pela Rede Bandeirantes, na TV aberta. Essa será a quinta edição do Campeonato Brasileiro feminino, que já teve como campeões o Centro Olímpico-SP, Ferroviária-SP, Rio Preto-SP e o Flamengo, neste ano.

No fim de 2015, o Ranking feminino estava assim:

1° – São José-SP2° – Vitória-PE3° – Kindermann-SC4° – São Francisco-BA5° – Foz Cataratas-PR6° – Ferroviária-SP7° – ADECO-SP8° – Iranduba-AM9° – Rio Preto-SP10° – Duque de Caxias-RJ11° – Caucaia-CE12° – Viana-MA13° – Pinheirense-PA14° – Vasco15° – Portuguesa-SP16° – Botafogo-PB17° – Tiradentes-PI18° – Tuna Luso-PA19° – Mixto-MT20° – Sport21° – Botafogo22° – Santos23° – Flamengo24° – América-MG25° – Chapecoense26° – União-AL27° – Bahia28° – Náutico29° – ESMAC-PA30° – Aliança-GO

Alguns clubes tem times licenciados e podem ficar de fora por isso. O Ranking leva em consideração o desempenho dos clubes nos últimos anos.