Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Brasil vai bem sem Neymar; mas quem sai para dar lugar a ele?

Renato Augusto parece ter ido definitivamente para a reserva, e Willian e Fernandinho ganharam moral com Tite. Na Copa, só haverá lugar para um deles

Por Tiago Leme, de Berlim Atualizado em 27 mar 2018, 21h16 - Publicado em 27 mar 2018, 18h37

Enfrentar o “fantasma” da Alemanha, na casa do adversário e sem contar com a sua principal estrela não causou à seleção brasileira nem um pouco do pânico que tinha dominado a equipe na semifinal da Copa do Mundo de 2014, quando Neymar também foi desfalque por lesão. Desta vez, demonstrando desempenho coletivo bem mais consistente e força mental, o Brasil fez um duelo equilibrado com os alemães e venceu por 1 a 0, nesta terça-feira, em amistoso no Estádio Olímpico de Berlim.

O jogo mostrou que o técnico Tite ganha mais opções para armar a equipe no Mundial da Rússia, o que gera um uma boa dúvida na cabeça do treinador. Quem deve sair do time quando Neymar se recuperar e voltar a atuar? Pelo panorama atual, os meio-campistas Fernandinho, Renato Augusto e Willian brigam por apenas uma vaga entre os titulares.

Em ótima fase no Chelsea, o meia Willian ganhou espaço na seleção e começou atuando nesses dois últimos amistosos, contra Rússia e Alemanha. Com intensa movimentação e jogando pela ponta, ele teve bom desempenho e ainda deu a assistência para o gol de cabeça de Gabriel Jesus diante dos alemães.

Também no Campeonato Inglês, o volante Fernandinho tem chamado atenção com a camisa do Manchester City. Nesta terça, ele foi titular em Berlim e ajudou a deixar o meio-campo brasileiro mais sólido, marcando bem ao lado de Casemiro e Paulinho, apesar de ter aparecido pouco na frente.

Já Renato Augusto, antigo dono de um lugar entre os 11, ficou no banco de reservas nas duas partidas e entrou em campo no segundo tempo apenas contra os russos. Jogando no Beijing Guoan, da China, o meia continua sendo uma peça de confiança de Tite na seleção, mas parece ter perdido a vaga na equipe titular.

Na vitória sobre a Rússia por 3 a 0, na última sexta-feira em Moscou, Douglas Costa foi testado desde início do jogo. Diante da Alemanha, o atacante do Bayern de Munique entrou na segunda etapa e ficou mais próximo de se garantir na lista de convocados da Copa de 2018, vencendo a concorrência de Taison. Douglas, porém, será opção no banco em um time que já terá como titulares na frente Neymar, Gabriel Jesus e Philippe Coutinho.

Mesmo sendo um amistoso e diante de uma Alemanha que não contou com força máxima e fez seis alterações durante a partida, é fato que a atuação desta terça-feira em Berlin comprova que a seleção brasileira vai entrar na Copa da Rússia, que começa daqui a menos de três meses, credenciada como uma das favoritas ao título. Com ou sem Neymar.

Após a partida, o zagueiro Thiago Silva exaltou as qualidades de Neymar, mas viu o lado positivo de atuar sem o camisa 10. “Eu acho que qualquer equipe que o Neymar jogue vai ser dependente dele. É um dos três melhores do mundo, na minha visão, e faz falta para qualquer equipe. Mas não ter o Neymar hoje foi um ponto positivo, para a gente consolidar tudo aquilo que nós queríamos, jogar sem ele.”

O craque do Paris Saint-Germain ainda se recupera de fratura no quinto metatarso do pé direito e só deve voltar a jogar em maio, uma mês antes do início do Mundial. O atacante é a principal esperança do Brasil para conquistar o hexa na Rússia, mas o trabalho de Tite mostrou que atualmente a força coletiva pode levar o time ao triunfo mesmo se tiver um desfalque indesejado.

Continua após a publicidade
Publicidade