Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil enfrenta Alemanha em busca de nova história antes da Copa

Poucos remanescentes dos 7 a 1, de quatro anos atrás, estarão em campo no amistoso desta terça-feira, às 15h45 (de Brasília), em Berlim

Apesar da inevitável lembrança do 7 a 1 na Copa do Mundo de 2014, tanto Brasil quanto Alemanha preferem deixar no passado aquela goleada e colocam em foco o presente, menos de 80 dias antes do início do Mundial na Rússia. As duas seleções que estão entre as favoritas ao título se enfrentam nesta terça-feira, às 15h45 (horário de Brasília), em amistoso que será disputado no estádio Olímpico de Berlim.

De um lado, a seleção brasileira tenta comprovar a evolução que tem apresentado desde que o técnico Tite assumiu o cargo. Do outro, a Alemanha demonstra total respeito, evita qualquer provocação pelo resultado histórico daquela semifinal no Mineirão e quer mostrar que segue forte.

Escolhido como o capitão do Brasil para o jogo desta terça, o lateral Daniel Alves falou sobre o pensamento do time para o reencontro contra os algozes de quatro anos atrás. “Se não podemos mudar o passado, temos de tentar mudar o presente. Também temos boas recordações de jogos contra a Alemanha, mas são desafios novos e totalmente diferentes do que aconteceu.”

Daniel Alves e Tite durante coletiva de imprensa da Seleção Brasileira - 26/03/2018

Daniel Alves e Tite durante coletiva de imprensa da seleção brasileira (Tiago Leme/VEJA.com)

Tite também respondeu a perguntas sobre o 7 a 1 durante a entrevista coletiva na véspera do amistoso em Berlim. O treinador admitiu a importância psicológica de enfrentar a Alemanha antes da Copa na Rússia, para tentar minimizar um possível impacto daquele trauma para os brasileiros na caminhada em busca do hexa.

“Imagina eu respondendo todas essas perguntas em um jogo de Copa do Mundo, o quanto ia se potencializar. É importante para nossa maturidade fazer esse enfrentamento antes. Eu carrego o fantasminha desse resultado de 7 a 1 desde o último jogo. Eu já convivi com ele e teremos condições de passar mais uma etapa”, explicou Tite.

Bastante modificadas em relação ao duelo daquela semifinal no Mineirão, as duas equipes entram em campo renovadas e com alguns desfalques. Na seleção brasileira, apenas dois titulares do 7 a 1 começarão jogando: o lateral Marcelo e o meio-campista Fernandinho. Além deles, do time atual, Paulinho e Willian também atuaram contra a Alemanha em 2014, mas começaram no banco e entraram durante a partida.

Daniel Alves e Thiago Silva também estavam no elenco do último Mundial, mas o primeiro foi reserva naquela semifinal e o segundo estava suspenso. O atacante Neymar novamente não vai enfrentar os alemães por causa de uma lesão, desta vez uma fratura no quinto metatarso do pé direito. O jogador do Paris Saint-Germain só deve voltar a atuar em maio, um mês antes do início da Copa.

Na seleção da Alemanha, o meia Özil e o atacante Thomas Müller, que se destacaram naquele 7 a 1, ganharam folga por causa do desgaste físico e não jogarão. O goleiro Manuel Neuer ainda se recupera de uma cirurgia no pé. Com isso, o zagueiro Jerôme Boateng e talvez o volante Sami Khedira, que ainda não tem presença certa, devem ser os únicos remanescentes daquela goleada na partida desta terça.

Questionado sobre a goleada na semifinal em 2014, o técnico alemão Joachim Löw destacou a evolução da seleção brasileira sob o comando de Tite, valorizou o primeiro reencontro das duas seleções desde aquele resultado marcante, mas deixou claro que o pensamento agora é preparar a equipe para o Mundial da Rússia. “Eu acredito que o 7 a 1 no Brasil tem mais importância para o povo do que para a gente. Claro que é normal se falar sobre isso, pois perder na semifinal em casa por 7 a 1 é uma outra reação. Talvez tenha um sentimento de revanche, mas isso é uma coisa que passou, não dá para voltar atrás. O treinador mudou, dá para ver que eles estão com uma nova mentalidade”, disse Löw.

Esta é a última partida da seleção brasileira antes da convocação para a Copa do Mundo. A lista final de Tite será divulgada na primeira semana de maio, e depois disso a equipe faz mais dois amistosos, contra Croácia e Áustria, nos dias 3 e 10 de junho, respectivamente. A estreia do Brasil no Mundial acontecerá no dia 17 de junho, contra a Suíça. Na sequência da primeira fase, os adversários do grupo E serão Costa Rica, dia 22, e Sérvia, dia 27.  Enquanto isso, a Alemanha está no grupo F, junto com México, Suécia e Coreia do Sul.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo 2018

FICHA TÉCNICA

ALEMANHA X BRASIL

Data e horário: terça-feira, 27 de março, às 15h45 (de Brasília).
Local: estádio Olímpico, em Berlim (Alemanha).
Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia).

ALEMANHA: Trapp, Kimmich, Boateng, Rudiger e Plattenhardt; Gündogan, Kroos e Goretzka; Julian Draxler, Mario Gomez e Leroy Sané. Técnico: Joachim Löw.

BRASIL: Alisson, Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Fernandinho, Paulinho, Willian e Coutinho; Gabriel Jesus. Técnico: Tite

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Resumindo, além de não ser mais aquela Alemanha jogaremos contra o time reserva. Mas como tem Galvão Bueno, será um grande confronto….kkkkk

    Curtir