Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Botafogo corre contra o tempo para evitar desmanche do elenco na Justiça

Jogadores já protestam publicamente, mas não pensam em greve. Ajuda de torcedores ilustres está comprometida por conta de conflitos com o presidente

Por Gazeta Press - 6 set 2019, 15h41

Com dois meses de salários em atraso, fora os direitos de imagem, os jogadores do elenco do Botafogo estão protestando abertamente. Se negaram a participar de ações de marketing do clube e, além disso, não darão entrevistas dentro da sala de imprensa do clube, onde normalmente aparecem os patrocinadores.

Os dirigentes trabalham para conseguirem amenizar a situação. A maior preocupação é conseguir pagar algum dos salários em aberto, ou até mesmo todos, antes de 7 de outubro, data que vence os salários de setembro. Isso porque, pela legislação, com três meses de vencimentos em aberto qualquer jogador pode ir à Justiça e conseguir a sua liberação por quebra unilateral de contrato.

O Botafogo enfrentou este problema em 2014, ano em que o time foi rebaixado para a segunda divisão. O volante Gabriel, hoje no Corinthians, e o meia Daniel, assassinado no final do ano passado no Paraná, ambos revelados nas categorias de base, conseguiram deixar o clube por conta desta situação.

Alguns torcedores ilustres estão agindo nos bastidores para conseguirem resolver as pendências financeiras mais urgentes. Isso possibilitou o pagamento do que restava em aberto do mês de junho e um dos salários devidos ao corpo de funcionários. Porém, esse mesmo grupo tem algumas divergências com a gestão do presidente Nelson Mufarrej e vem perdendo fôlego nas últimas semanas.

Publicidade

“A situação é muito complicada. Não há receita. Muitas vezes vendemos um jogador de maneira muito ruim, ao contrário de outros clubes, que podem esperar para vender melhor. E estamos vivendo dessas vendas”, disse um dirigente do clube que pediu para não ser identificado.

Como não ameaçaram deixar de treinar e não vão entrar em greve, os jogadores do Botafogo trabalham neste sábado para o duelo contra o Atlético-MG, no domingo, às 16h (horário de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com 23 pontos conquistados, o Botafogo está no décimo lugar da competição.

Publicidade