Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Bomba foi encontrada perto do estádio do PSG antes de jogo

Cinco suspeitos foram detidos pela polícia francesa, que conseguiu desativar os explosivos pouco antes da goleada do time de Neymar sobre o Bordeaux

Por Da redação 3 out 2017, 10h19

Pouco antes de Neymar, Cavani e companhia brilharem na goleada do Paris Saint-Germain sobre o Bordeaux, por 6 a 2, diante de quase 50.000 torcedores no último sábado, uma bomba foi encontrada próxima ao estádio Parque dos Príncipes, onde ocorria a partida. Cinco suspeitos de envolvimento no caso foram detidos pela polícia francesa, que conseguiu desativar os explosivos, segundo informações do diário britânico Daily Mail desta terça-feira.

Um investigador, que não teve sua identidade revelada pelo jornal, informou que foram encontrados quatro cilindros de gás que poderiam ser detonados por celular. “O aparelho estava encharcado de petróleo e funcionando. Ele foi encontrado depois que um morador da rua Chanez chamou a polícia pouco antes das 16h30 (horário local), no sábado. Cinco suspeitos foram presos no local, incluindo um ligado a movimentos radicais islâmicos”, afirmou.

  • Nesta terça, o ministro do Interior da França, Gérard Collomb, afirmou à rádio France Inter que o principal suspeito já vinha sendo vigiado pelas polícia por apresentar traços de “personalidade terrorista”, mas que pode ter sido auxiliado por uma espécie de “dublê”. “Quando você está monitorando alguém, sempre há uma “névoa”, um amigo pronto para ajudar o suspeito”, disse, se referindo a pessoas fisicamente semelhantes aos terroristas que são usados para despistar a polícia.

    Segundo o ministro, é possível que o plano dos terroristas fosse explodir as bombas no próprio prédio onde elas foram encontradas. “Explodir um prédio em um bairro chique mostra que ninguém está seguro. Isso pode acontecer em qualquer lugar da França.” Os cinco detidos continuam sob custódia, mas nenhum foi formalmente acusado até o momento.

    Neymar e Cavani do PSG
    Jogadores do PSG celebram vitória sobre o Bayern no Parque dos Príncipes Charles Platiau/Reuters
    Continua após a publicidade
    Publicidade