Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bicampeonato do Corinthians confirma evolução do futebol feminino

Transmitido em TV aberta e fechada e com maior apoio financeiro, Brasileirão das mulheres terminou com bom jogo vencido pela equipe alvinegra em Itaquera

Por Da Redação Atualizado em 8 dez 2020, 14h30 - Publicado em 7 dez 2020, 10h56

O Corinthians conquistou no último domingo, 6, na Neo Química Arena, o seu segundo título do Campeonato Brasileiro feminino de futebol. O título da competição foi consolidado com a vitória por 4 a 2 sobre o Avaí/Kindermann, após empate sem gols no jogo de ida, em Florianópolis. O novo troféu representa a confirmação da supremacia do clube, que investe em sua equipe de mulheres desde 2016, e também da evolução do futebol feminino como um todo no país.

Até chegar à final – a quarta consecutiva – o time fez campanha quase impecável. Somada a primeira fase, foram 18 vitórias, dois empates e apenas uma derrota. Ao todo, foram 57 gols marcados e apenas dez sofridos.

No mesmo ano em que a Confederação Brasileira de Futebol igualou o pagamento de diárias e premiações para os jogadores e jogadoras das seleções brasileiras masculinas e femininas, o Brasileirão acompanhou a tendência mundial de desenvolvimento na modalidade.

A competição foi exibida pela internet no Twitter e na Band em TV aberta – com equipe de transmissão 100% feita por mulheres. A final também marcou o retorno da ESPN Brasil, em TV fechada, para as competições de clubes brasileiros. A emissora fechou a compra dos direitos de transmissão a partir do segundo jogo das semifinais, com a exibição de Avai/Kindermann e São Paulo, além do VT do clássico Corinthians e Palmeiras.

O torneio também contou com um apoio jamais visto da iniciativa privada, especialmente do Guaraná Antartica. Em outubro, a marca de refrigerante anunciou que outras empresas que se comprometessem a apoiar o futebol feminino teriam os logos impressos em suas latinhas a partir de 2021. Desde então, Avon, Banco BMG, Burger King, Consul, ESPN, GOL, Halls, LAY’S, Puma e Vivo se juntaram a campanha de apoio financeiro à modalidade.

  • O título – No jogo decisivo, Gabi Nunes, Gabi Zanotti, duas vezes, e Vic Albuquerque marcaram para o Corinthians, enquanto Zoio e Lelê descontaram para as catarinenses. Devido à pandemia do coronavírus, não houve presença de público em Itaquera e as atletas tiveram de comemorar com os fãs que assistiam o jogo de casa e vibravam pelo telão.

    A vitória foi construída com um Corinthians avassalador já no primeiro tempo, abrindo 2 a 0 com gols aos 27 minutos e aos 32 do primeiro tempo. O Avaí/Kindermann esboçou reação logo no início do segundo tempo, aos 6 minutos, mas aos 11 o Corinthians voltou a ampliar o placar. Aos 33, após novo gol das catarinenses, as paulistas encerraram o jogo com gol aos 36.

    Nome menos badalado do que Tamires, Andressinha e Erika, constantemente chamadas por Pia Sundhage à seleção, a atacante Gabi Nunes foi um registro de uma das maiores superações na campanha. Desde 2017, concilia a carreira com graves lesões no joelho, a última delas, o rompimento ligamentar em 2019, que a deixou quase um ano sem jogar. O retorno foi contra a Ferroviária, em agosto deste ano.

    A vitória também consolida o trabalho do técnico Arthur Elias. Apelidado de Rei pelas jogadoras pelo currículo vitorioso, ele chega ao segundo título com o Corinthians, além de outra conquista com o Centro Olímpico, em 2013. Vice no ano passado, quando foi derrotado pela Ferroviária, o Corinthians teve também um trabalho especial desenvolvido fora das quatro linhas, com a psicóloga do clube, Djara Fortes.

    O Kindermann também teve trajetória de superação. Com título da Copa do Brasil, em 2015, o time se reestruturou após o trágico assassinato do treinador, Josué Henrique Kaercher, em 11 de dezembro do mesmo ano. O crime abalou a cidade e interrompeu os trabalhos por tempo indeterminado. Depois de anos de reestruturação, a equipe renasce sob o comando de Jorge Barcellos, medalhista de ouro como técnico da seleção brasileira no Pan-Americano de 2007.

    Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser!

    Continua após a publicidade
    Publicidade