Clique e assine a partir de 9,90/mês

Austrália pressiona, mas Dinamarca segura precioso empate

Escandinavos chegam a quatro pontos no Grupo C e australianos ainda têm chances de classificação

Por Fernando Beagá - Atualizado em 21 Jun 2018, 11h24 - Publicado em 21 Jun 2018, 11h13

Jogar melhor do que o adversário e não ganhar. O desclassificado Marrocos foi prova disso e a Austrália passou a mesma impressão no empate em 1 a 1 com a Dinamarca, pelo Grupo C da Copa do Mundo da Rússia. Os escandinavos deixaram o gramado de Samara satisfeitos com o resultado, igualmente celebrado por França e Peru, que fecham a segunda rodada da chave. Foi apenas o quarto empate em 21 jogos do Mundial, mais um que contou com a intervenção do árbitro assistente de vídeo (VAR, na sigla em inglês).

A Austrália mostrou sua superioridade desde o início, ocupando mais o campo dinamarquês. Mas a falha de sua defesa permitiu que o talento da dupla de ataque rival aparecesse: Jorgensen preparou a bola para belo bate-pronto de Eriksen, aos sete minutos do primeiro tempo. O gol encorajou a Dinamarca e Jorgensen teve duas chances para ampliar.

Yurary Poulsen, protagonista da vitória na estreia, estava apagado no ataque e foi aparecer (mal) na defesa, ao tocar a bola com a mão dentro da área. A convicção do árbitro espanhol Antonio Mateu foi contestada pelo VAR. Provocado pelo goleiro Kasper Schmeichel, o capitão Jedinak cobrou seu segundo pênalti na Copa com tranquilidade e empatou, aos 38.

No segundo tempo, o domínio australiano foi mais evidente, apesar de a Dinamarca, por duas vezes, ameaçar em finalizações de Sisto. Na maior parte do tempo, entretanto, os europeus correram atrás das tramas do ataque adversário, principalmente após a entrada do arisco atacante Arzani. Aos 43 minutos, ele exigiu de Kasper honrar a família Schmeichel e garantir o suado empate e a liderança provisória.

Continua após a publicidade

A Dinamarca tentará a liderança do Grupo C contra a França, na terça-feira, 26 de junho, às 11h. No mesmo dia e horário, Austrália e Peru jogam em Sochi.

Veja como está a tabela da Copa e simule os próximos resultados.

Ponto alto
Atleta mais jovem na competição, o atacante Daniel Arzani, de 19 anos, tem se mostrado uma aposta acertada. Está apenas em sua primeira temporada como profissional e curiosamente anotou apenas dois gols na liga australiana, pelo Meulbourne. Deu muito trabalho à defesa dinamarquesa.

Ponto baixo
Maior jogador da história dos Socceroos, o atacante Tim Cahill ainda não entrou em campo. A imprensa australiana tem pressionado o técnico Bert Van Marwijk, mas o desempenho recente do ídolo justifica: apenas dez jogos na segunda divisão inglesa pelo Millwall, nenhum como titular, nenhum gol.

Ficha do jogo
Austrália 1 x 1 Dinamarca
Local: Arena Samara. Árbitro: Antonio Mateu (ESP). Público: 40.727. Gols: Eriksen, aos 7, Jedinak, aos 39 do primeiro tempo.
Austrália: Ryan; Risdon, Sainsbury, Milligan e Behich; Mooy e Jedinak; Leckie, Rogic (Irvine) e Kruse (Arzani); Nabbout (Juric). Técnico: Bert Van Marwijk.
Dinamarca: Schmeichel; Dalsgaard, Kjaer, Christensen e Stryger; Delaney, Schöne e Eriksen; Yurary Poulsen (Braithwaite), Jorgensen (Cornelius) e Sisto. Técnico: Age Hareide.

Publicidade