Clique e assine a partir de 9,90/mês

Atacante da Costa Rica diz sobre o Brasil: ‘Não são invencíveis’

Em entrevista, Marcos Ureña explicou que analisou o jogo do Brasil contra a Suíça e "esperava mais"

Por EFE - Atualizado em 19 jun 2018, 15h20 - Publicado em 19 jun 2018, 10h42

Mesmo após a derrota para a Sérvia na estreia, o atacante Marcos Ureña, da Costa Rica, demonstrou nesta terça-feira confiança para a partida contra o Brasil, na próxima sexta-feira em São Petersburgo, em jogo válido pela segunda rodada do grupo E da Copa do Mundo.

“O grupo está com muita confiança. A Suíça tirou um ponto, portanto (os brasileiros) não são invencíveis. Vamos com tudo para obter um bom resultado”, afirmou o atacante antes do treino desta terça-feira em Pavlovsk, nos arredores de São Petersburgo.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo 2018

Ureña revelou que ele e todo o grupo de jogadores estudaram bastante o Brasil e demonstrou certa surpresa em relação à atuação da equipe de Tite. “Analisamos o empate do Brasil com a Suíça para identificar suas fortalezas e saber por onde atacá-lo. Esperávamos mais do Brasil, mas se vê que estão lidando com muita pressão. Vamos aproveitá-la, eles têm que atacar e abrir espaços”, destacou.

Contra a Sérvia, Ureña atuou como homem de referência no ataque, mas não teve muitas oportunidades de gol. Ele pediu que sua equipe seja mais ofensiva. “Defendemos bem. Temos uma equipe compacta, mas na hora de atacar precisamos mais de todos, que todos queiramos a bola, a responsabilidade, e que façamos o que é preciso”, declarou o jogador do Los Angeles FC. “Nossos treinamentos estão mais centrados nos aspectos defensivos e talvez tenhamos nos descuidado um pouco do ataque”, completou.

Publicidade