Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Liga dos Campeões: As maiores viradas da história

Reviravoltas como as que Barcelona e Arsenal precisam para avançar às quartas de final jamais ocorreram na história da competição

Para se classificarem às quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, Barcelona e Arsenal serão obrigados a fazer algo inédito na história do torneio. Nos jogos de ida, a equipe catalã foi derrotada pelo PSG por 4 a 0, em Paris, enquanto o clube de Londres perdeu para o Bayern de Munique por 5 a 1, na Alemanha.

Nunca na história do torneio uma goleada por quatro ou mais gols de diferença foi revertida. As maiores viradas da história aconteceram com reversões de derrotas por três gols. Veja abaixo quais foram as maiores viradas na história da Liga dos Campeões (com exceção das fases preliminares)

Quartas de final 1965/1966 – Partizan (Iugoslávia) x Sparta Praga (Checoslováquia)

02/03/1966 – Sparta Praga 4 x 1 Partizan
09/03/1966 – Partizan 5 x 0 Sparta Praga

Naquele ano, o Partizan chegou à decisão do torneio contra o Real Madrid, e acabou sendo vice-campeão.

Semifinal 1970/1971 – Panathinaikos (Grécia) x Estrela Vermelha (Iugoslávia)

14/04/1971 – Estrela Vermelha 4 x 1 Panathinaikos
28/04/1971 – Panathinaikos 3 x 0 Estrela Vermelha

Naquele ano, o time no Panathinaikos chegou à final da Liga com essa virada história (o gol fora de casa já passara a ser contado). Na decisão, no entanto, perdeu para o Ajax, da Laranja Mecânica, por 0 x 2.

Segunda fase 1974/1975 – Saint-Étienne (França) x Hajduk Split (Iugoslávia)

23/10/1974 – Hajduk Split 4 x 1 Saint-Étienne
06/11/1974 – Saint-Étienne 5 x 1 Hajduk Split

O Hajduk Split, hoje na Croácia, abriu grande vantagem no jogo de ida, mas não aguentou a pressão do campeão francês no jogo de volta. O time francês chegou até a semifinal, mas acabou eliminado pelo campeão do torneio, o Bayern de Munique.

Segunda fase 1975/1976 – Real Madrid (Espanha) x Derby County (Inglaterra)

22/10/1975 – Derby County-ING 4 x 1 Real Madrid-ESP
05/11/1975 – Real Madrid-ESP 5 x 1 Derby County-ING

O Derby County era o atual campeão inglês, e recebeu o campeão espanhol, o Real Madrid, logo na segunda fase do torneio. Em casa, venceu por 4 x 1, mas no jogo de volta, acabou sendo goleada por 1 x 5 e foi eliminado precocemente. Já o Real caiu na fase seguinte, nas quartas de final, para o Borussia Mönchengladbach, o campeão alemão.

Semifinal 1985/1986 – Barcelona (Espanha) x Göteborg (Suécia)

02/04/1986 – Göteborg-SUE 3 x 0 Barcelona-ESP
16/04/1986 – Barcelona-ESP (5) 3 x 0 (4) Göteborg-SUE

O jogo foi válido pela semifinal da edição daquele ano. Apesar dos suecos terem aberto larga vantagem em casa, sofreram o mesmo placar na Espanha, com três gols de Pichi Alonso. A vaga veio nos pênaltis, com muito sofrimento, após o goleiro Urruticoechea defender a cobrança decisiva de Nilsson. Todavia, na final, contra o Steaua Bucareste, o Barcelona perdeu nos pênaltis (0 x 2) após empate por 0 x 0 e seguia sem um título do torneio.

Primeira fase 1988/1989 – Werder Bremen (Alemanha Ocidental) x Dynamo Berlim (Alemanha Oriental)

06/09/1988 – Dynamo Berlim 3 x 0 Werder Bremen
11/10/1988 – Werder Bremen 5 x 0 Dynamo Berlim

Na primeira fase do torneio, os campeões das duas Alemanhas se enfrentaram. Na Oriental, o campeão Dynamo venceu por 3 x 0 e abriu grande vantagem. Mas, na Ocidental, o Werder devolveu o placar e ainda marcou mais, ficando com a vaga. O Werder chegou até às quartas de final, mas caiu diante do clube que seria campeão, o Milan da Itália.

Segunda fase 1988/1989 – Galatasaray (Turquia) x Neuchâtel Xamax (Suíça)

26/10/1988 – Neuchâtel Xamax 3 x 0 Galatasaray
09/11/1988 – Galatasaray 5 x 0 Neuchâtel Xamax

Logo na segunda fase da edição de 1988/1989, o campeão turco, Galatasaray, conseguiu uma virada histórica contra o campeão suíço, Neuchâtel Xamax. Os gols da vaga vieram aos 32, 35 e 44 minutos da segunda etapa. O time turco chegou até à fase semifinal do torneio, quando perdeu para o Steaua Bucareste, da Romênia, que seria vice-campeão.

Primeira fase 1992/1993 – Leeds United (Inglaterra) x Stuttgart (Alemanha)

16/09/1992 – Stuttgart 3 x 0 Leeds United
30/09/1992 – Leeds United 4 x 1 Stuttgart
09/10/1992 – Stuttgart 1 x 2 Leeds United (Jogo disputado em Barcelona, na Espanha)

A história deste jogo é incrível. Pelo resultado dos dois primeiros jogos, mesmo tirando a diferença de gols, o Leeds United estaria eliminado após o jogo de volta por ter sofrido um gol em casa. Contudo, o Stuttgart usou um estrangeiro a mais do que permitido na época, quando colocou em campo o suíço Adrian Knup em campo (passou a ter quatro estrangeiros em campo, e só três por time eram permitidos) e a Uefa definiu vitória do Leeds por 3 x 0 e obrigou os times a jogarem uma terceira partida, em Barcelona, na qual o Leeds venceu por 2 x 1 e ficou com a vaga. O Leeds caiu na rodada seguinte, a segunda, para o Rangers, da Escócia.

Primeira fase 1993/1994 – Copenhagen (Dinamarca) x Linfield (Irlanda do Norte)

16/09/1993 – Linfield 3 x 0 Copenhagen
29/09/1993 – Copenhagen 4 x 0 Linfield

O time campeão da Irlanda do Norte abriu grande vantagem no jogo de ida contra o campeão dinamarquês, mas ao jogar na casa do rival, sofreu um revés à altura. Perdeu por 0 x 3 no tempo normal e ainda caiu na prorrogação, com mais um gol. O Copenhagen caiu na fase seguinte, diante do time que seria campeão, o Milan da Itália.

Quartas de final 2003/2004 – Deportivo La Coruña (Espanha) x Milan (Itália)

23/03/2004 – Milan 4 x 1 Deportivo La Coruña
07/04/2004 – Deportivo La Coruña 4 x 0 Milan

A única grande virada neste século aconteceu na edição de 2004. O Milan, atual campeão do torneio, recebeu o Deportivo em Milão e venceu por 4 x 1, com gols de Kaká (2), Shevchenko e Pirlo. Pandiani fez o gol de honra do time espanhol, que havia aberto o placar. Esse gol ainda seria essencial para a classificação do time espanhol, que em casa fez 4 x 0 no atual campeão do torneio. Pandiani, Valerón e Luque, na primeira etapa, já estavam dando a vaga ao time de La Coruña, mas Fran, aos 31 do segundo tempo, colocou uma pá de cal no Milan. Os espanhóis perderiam na semifinal para o Porto, que seria o campeão daquele ano.