Clique e assine com 88% de desconto

‘As donas da bola’ no Museu do Futebol

Exposição mostra o mundo das mulheres com o esporte

Por Redação PLACAR - Atualizado em 8 mar 2017, 15h10 - Publicado em 16 mar 2016, 14h51

Transcorre com sucesso, no Museu do Futebol, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a exposição fotográfica ‘As Donas da Bola’. A iniciativa é de um grupo de onze fotógrafas que percorreram o Brasil em busca de mulheres que jogam bola, profissionalmente ou por diversão.

O magnífico resultado é mostrado em 42 imagens que contam histórias íntimas da bola, do futebol e delas, as fotógrafas que participam da exposição. O projeto é uma nova versão da mostra de mesmo nome realizada no Centro Cultural São Paulo em 2014. Realizá-la agora no Museu do Futebol ganha um novo sentido. “2015 foi um ano importante para a visibilidade do futebol feminino. Esse foi o nosso tema prioritário e encerramos assim, é fazê-lo com chave de ouro, porque o material é rico para desmitificar a ideia de que mulher não joga bola no seu cotidiano. O que vemos por meio das fotografias é a exibição de momentos em que mulheres de todo o país revelam sua intimidade com a bola”, revela Daniela Alfonsi, diretora técnica do Museu do Futebol.

As imagens revelam cotidianos bastante diversos, como o de mulheres quilombolas de Pernambuco, retratadas por Ana Araújo; o Futlama em Macapá (AP), por Ana Carolina Fernandes; o jogo de ‘altinha’ nas areias de Ipanema (Rio de Janeiro), por Luciana Whitaker e os Jogos Olímpicos Indígenas em Cuiabá (MT), por Nair Benedicto. Completa a mostra o universo das torcedoras de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, pelas lentes de Luludi Melo e Bel Pedrosa, o time de funcionárias do Hospital Santa Marcelina, de São Paulo, por Eliária Andrade, jogadoras nas periferias de São Paulo e Rio por Marcia Zoet e Monica Zarattini e o universo do futebol de várzea paulistano por Marlene Bergamo.

A mostra integra o projeto ‘Visibilidade para o Futebol Feminino’, que tem por objetivo divulgar a história da participação feminina no futebol. O projeto é uma ação integrada que uniu pesquisa, exposição, programação cultural e ações educativas. Ao longo do ano, foram realizados oito debates, com a presença de mais de 30 convidados, entre atletas, profissionais da área médica, dirigentes e jornalistas. Todos os debates foram lmados e estão disponíveis online (canal do Youtube do Museu do Futebol), somando mais de 20 horas de material sobre a história do futebol feminino no Brasil.

Publicidade

Outro importante resultado foi a digitalização de 41 coleções (entre pessoais e institucionais) que somam 5 mil itens digitais ao acervo do Museu do Futebol. Além disso, a biblioteca do Centro de Referência do Futebol Brasileiro reuniu 59 artigos, 24 teses e dissertações e 21 livros. Todas estasações possibilitaram que o Museu se tornasse a instituição com o maior acervo sobre futebol feminino no país, cujo acesso é público e gratuito.

A exposição, inaugurada em dezembro vai até três de abril; os ingresso são muito acessíveis, R$ 6,00 a entrada inteira e R$ 3,00 a meia. O endereço: Praça Charles Miller, s/n – Estádio do Pacaembu; Tel.: (11) 3664-3848.

Para mais informações:http://www.museudofutebol.org.brfutebolfeminino.museudofutebol.org.brTwitter: @_museudofutebolFacebook: http://www.facebook.com/museudofutebolInstagram: http://instagram.com/museudofutebol

Publicidade