Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Arquivo: título do Bahia no Brasileirão completa 30 anos

Time do atacante Bobô derrotou o Internacional na decisão do torneio

No dia 19 de fevereiro de 1989, há 30 anos, o Bahia se sagrou campeão brasileiro de 1988 ao empatar com o Internacional por 0 a 0 no Beira-Rio e conquistar a Copa União. O segundo título nacional do clube, campeão da Taça Brasil de 1959, teve como destaque o meia Bobô, eleito o craque do time naquele ano.

Além de Bobô, homenageado por Maria Bethânia na música Reconvexo, de 1989, o time tinha como destaques o atacante Charles e o treinador Evaristo de Macedo. A conquista foi destacada na capa da Revista PLACAR, com Bobô erguendo a Taça das Bolinhas.

Capa da Placar de fevereiro de 1989, com o Bahia campeão (Placar/Reprodução)

Na temporada de 1988, o time iniciou conquistando o tricampeonato baiano, derrotado o maior rival Vitória no quadrangular final. No Campeonato Brasileiro, se classificou por ter uma das melhores campanhas de primeiro e segundo turno somados, passou por Sport e Fluminense nas quartas de final e semifinal e chegou à decisão contra o Internacional.

Na partida de ida, venceu na Fonte Nova, com mais de 110 000 torcedores, por 2 a 1, gols de Bobô e Gil. No dia 19 de fevereiro, ao empatar sem gols contra o Internacional no Beira-Rio, sagrou-se campeão brasileiro e garantiu vaga na Libertadores de 1989. Naquela época, muitos campeonatos terminavam no ano seguinte por problemas de calendário.

Nesta terça-feira, 19, em comemoração aos 30 anos do título, o Bahia anunciou que estreará, em dezembro, o museu do clube, na Arena Fonte Nova.

 

 

Luís Fernando e Paulo Rodrigues no jogo Bahia e Internacional, pelo Brasileirão de 1988 (Orlando Kissner/Dedoc)