Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Argentino rouba a cena na volta aos campos de Neymar

Di Maria marcou dois gols na vitória por 4 a 0 sobre o Monaco, que deu o título da Supercopa da França ao PSG; brasileiro entrou só no segundo tempo

O Paris Saint-Germain conquistou seu oitavo título da Supercopa Francesa neste sábado em Shenzhen, na China, depois de golear o Monaco por 4 a 0. A partida marcou o retorno do brasileiro Neymar ao time francês.

Em um time recheado de reservas, o argentino Angel Di Maria foi o destaque: fez dois gols, abrindo o placar aos 33 minutos da primeira etapa e fechando a goleada nos acréscimos do segundo tempo, aos 48 minutos.

O francês Christopher Nkunku (aos 39 minutos do primeiro tempo) e o americano Timothy Weah (aos 22 minutos do segundo tempo) completaram o placar para a equipe da capital francesa. Timothy, 18 anos, é filho do ex-atacante George Weah, que chegou a ser eleito o melhor jogador do mundo em 1995 e é atualmente o presidente da Libéria.

Neymar, que só retornou ao elenco do PSG no início desta semana, voltando de férias depois da Copa do Mundo, entrou aos 30 minutos da segunda etapa e teve participação discreta nesse curto período.

O jogo marcou ainda a estreia oficial do alemão Thomas Tuchel como técnico do PSG. Quem também fez sua estreia pelo clube francês foi o experiente e vitorioso goleiro italiano Gianluigi Buffon, 40 anos, vindo da Juventus.

Vítima de uma fratura no pé direito em fevereiro, Neymar se recuperou a tempo de disputar a Copa do Mundo com o Brasil, mas ainda não tinha disputado nenhuma partida com a camisa do PSG desde a lesão. Os zagueiros Thiago Silva, capitão do Paris Saint Germain, e Marquinhos, que estiveram na Copa, também atuaram neste sábado.