Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Árbitro Anderson Daronco relata ameaça de morte após jogo

Juiz relatou na súmula as ofensas e ameaças que recebeu após o empate entre Inter e Veranópolis pelo Campeonato Gaúcho

O árbitro Anderson Daronco, que apitou, na última quarta-feira 31, o empate em 1 a 1 entre Veranópolis e Internacional, pela quarta rodada do Campeonato Gaúcho, divulgou uma denúncia na súmula da partida. O juiz relatou que uma pessoa vestida com a camiseta da equipe do interior invadiu o local da arbitragem e o ameaçou de morte.

Ao término do confronto, o Veranópolis reclamou de diversos lances, como a expulsão do volante Kaio, que acertou uma cotovelada no rosto de William Pottker, o pênalti marcado a favor do Inter, perdido por Rafael Sobis, e uma suposta penalidade não marcada de Rodrigo Moledo sobre Rafael Macena.

Confira a tabela do Campeonato Gaúcho

“Relato que o diretor da equipe do Veranópolis, Sr. Ademir Bertoglio, por diversas oportunidades durante o primeiro e o segundo tempo proferiu diversas palavras contra a equipe de arbitragem. Como ‘ladrão’, ‘vagabundo’ e ‘tudo contra nós'”, informou Daronco na súmula. “O mesmo estava localizado em uma área atrás do banco de reservas da equipe do Veranópolis e que tem acesso ao vestiário da mesma. Ao ser informado que seria relatado tal fato, o mesmo se retirou da área”, completou.

Na sequência, o árbitro relatou os episódios que ocorreram depois do apito final. “Após o término da partida, quando já nos encontrávamos no vestiário, o diretor do Veranópolis, Sr. Vilson Roncatto, invadiu o vestiário da arbitragem para protestar contra uma decisão mostrando o seu celular e dizendo: Olha isso, Daronco. Neste momento eu solicitei que o mesmo se retirasse do vestiário. O mesmo não saiu e ainda me disse as seguintes palavras: ‘Um erro não compensa o outro, mas já que tu não deu pênalti, que não expulsasse o nosso jogador. Solicitei novamente e ele saiu do ambiente'”, observou.

Por último, ele descreveu a situação mais grave, porém não conseguiu identificar o autor. “Após este incidente, outra pessoa com a camisa do Veranópolis, que não foi possível identificar pelo nome, teve acesso ao campo de jogo junto às escadas de entrada do nosso vestiário. E começou a ameaçar a equipe de arbitragem com as seguintes palavras: ‘ladrão, vagabundo, tu merece morrer, seu fdp, nós vamos matar vocês, são comprados pelo Internacional, seu ladrão de m. Vocês vão ver’. Foi solicitado que o mesmo deixasse o ambiente e o mesmo se negava a sair, junto às escadas e próximo da porta do vestiário da arbitragem pelo campo de jogo. Quando falamos em solicitar o policiamento, o mesmo se retirou”, completou.

Com base no relato do árbitro, o TJD-RS poderá punir o Veranópolis por ter invadido o espaço reservado a arbitragem. O confronto terminou empatado em 1 a 1.