Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após vexame no Mundial, River festeja Libertadores na volta à Argentina

Milhares de torcedores foram ao Monumental de Núñez para ver a taça vencida diante do rival Boca Juniors, no último dia 9

Duas semanas se passaram desde o histórico título da Copa Libertadores, mas só neste domingo, 23, os torcedores do River Plate puderam ver a taça e celebrar com os atletas a vitória sobre o rival Boca Juniors, no último dia 9, no Santiago Bernabéu, em Madri, na Espanha.

Ironicamente, o clube vem de uma grande decepção, a derrota para o Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, na semifinal do Mundial de Clubes. Mas o vexame não diminuiu a empolgação dos fanáticos, que lotaram o Monumental de Núñez para saudar os campeões continentais – e provocar o eterno inimigo.

O time não pôde festejar a conquista anteriormente, pois viajou direto da Espanha para os Emirados árabes Unidos. Ao finalmente retornar a Buenos Aires, um dia depois de conquistar o terceiro lugar do Mundial, a delegação do River seguiu direto do aeroporto para o seu estádio. Em imagens do trajeto divulgadas nas redes sociais, os atletas já aparecem cantando e vibrando com os torcedores nas ruas.

‘Decime qué se siente 2.0’

Durante as celebrações, a torcida do River aproveitou para “estrear” uma nova canção, uma paródia da famosa “Decime qué se siente“, sucesso durante a Copa do Mundo de 2014, na qual os argentinos provocavam os brasileiros. Desta vez, Pity Martínez dá lugar a Maradona e o Boca passa a ser o alvo das piadas.  Confira, abaixo, a nova letra, a tradução e imagens da festa do River Plate.

Boca, decime qué se siente, haber perdido la final 

Te juro que aunque pasen los años, nunca nos vamos a olvidar 

Que el Pity te gambeteó, que Juanfer te la clavó

En Núñez lloraste como un cagón,

Nunca lo vas a entender, que El Más Grande es River Plate,

Te dimos la vuelta en el Bernabéu”

Tradução: “Boca, me diz como se sente em ter perdido a final. Te juro, que ainda que passem os anos, nunca vamos nos esquecer. Que Pity (Martínez) te driblou, que Juanfer (Quintero) marcou, em Núñez choraste como um c… Você nunca vai entender, que o maior é o River Plate, te demos a volta no Bernabéu.”