Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após dez jogos, Jorginho deixa o comando do Vasco

Clube foi derrotado nas últimas três partidas sob condução do técnico

A segunda passagem de Jorginho pelo comando do Vasco durou apenas dez jogos. O treinador deixou o clube na noite desta segunda (13), um dia depois da derrota de 1 a 0 para o Palmeiras, pela 18ª rodada do Brasileirão. A saída do técnico foi decidida por consenso entre o próprio Jorginho e a diretoria, segundo a assessoria do clube.

À frente do time, Jorginho teve quatro vitórias, um empate e cinco derrotas. O treinador chegou ao clube no início de junho, pouco antes da paralisação do Campeonato Brasileiro em razão da disputa da Copa do Mundo da Rússia, para substituir Zé Ricardo, atualmente no Botafogo.

Sua estreia foi na vitória de 3 a 2 sobre o Sport, pela competição nacional. Após o Mundial, ele amargou a eliminação na Copa do Brasil diante do Bahia, pelas oitavas de final. O time vascaíno venceu o jogo da volta por 2 a 0, mas não avançou porque havia perdido na ida por 3 a 0, quando Jorginho ainda não estava no comando.

O Vasco passou por três derrotas seguidas no Brasileirão – para Corinthians, São Paulo e Palmeiras – e está na 15ª colocação, com 19 pontos, apenas um a mais que o Santos, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. Na semana passada, a equipe carioca foi eliminada da Copa Sul-Americana, após perder para a LDU Quito fora de casa por 3 a 1 e depois vencer apenas por 1 a 0 em casa. O time deve ser comandado por Valdir Bigode até que um novo técnico seja anunciado.

Essa foi a segunda passagem de Jorginho pelo Vasco. Ele comandou o time carioca entre o segundo semestre de 2015 e durante toda a temporada de 2016, com 85 partidas disputadas e 43 vitórias conquistadas. Nesse período, quase livrou a equipe do rebaixamento, e, no ano seguinte, conquistou o Campeonato Carioca de forma invicta.