Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apesar de pior média de gols desde 90, CBF aprova nível do Brasileirão

Torneio teve a melhor média de público do torneio desde 1987

Com o fim das competições em 2018, a CBF considerou positivo o trabalho feito nas Séries A e B do Campeonato Brasileiro. A análise foi feita por Manoel Flores, diretor de competições da entidade. “É um campeonato que cresce em média de público, em organização. A gente fica orgulhoso que consiga entregá-lo, do ponto de vista de evento, de gestão de jogos. E parabeniza os clubes que fizeram deste mais um campeonato atraente, competitivo e forte”, disse o dirigente.

Apesar da disputa por pontos corridos nas duas competições, Manoel Flores apontou algumas diferenças. “A Série B é muito pegada, que define título e acesso nas últimas rodadas. A Série A tem uma disputa muito forte pela Libertadores, que em 2019 terá o maior contingente de estados representados. São duas competições muito fortes e dinâmicas, que crescem cada vez mais.”

O torneio teve a maior média de público desde 1987, com 18.840 torcedores por jogo, mas a pior média de gols desde 1990. Nas 380 partidas disputadas na Série A, foram anotados 827 gols, o que proporcionou uma média de 2,18 por jogo. O campeão Palmeiras teve o melhor ataque, com 64 gols, média de 1,68 por jogo, a nona melhor de um campeão desde que o torneio passou a ser disputado em pontos corridos, em 2003.

Média de público do Campeonato Brasileiro

1987 – 20.877 (Módulo Verde)

1988 – 13.811

1989 – 10.857

1990 – 11.452

1991 – 13.760

1992 – 16.814

1993 – 14.851

1994 – 10.222

1995 – 10.332

1996 – 10.913

1997 – 10.497

1998 – 13.442

1999 – 17.018

2000 – 11.546

2001 – 11.401

2002 – 15.835

2003 – 10.468

2004 – 7.555

2005 – 12.302

2006 – 12.073

2007 – 17.324

2008 – 16.992

2009 – 17.801

2010 – 14.839

2011 – 14.665

2012 – 12.971

2013 – 14.951

2014 – 16.337

2015 – 17.050

2016 – 15.239

2017 – 15.968

2018 – 18.840

Média de gols do Campeonato Brasileiro

1990 – 1,89

1991 – 2,21

1992 – 2,29

1993 – 2,53

1994 – 2,40

1995 – 2,52

1996 – 2,71

1997 – 2,76

1998 – 2,86

1999 – 2,84

2000 – 2,79

2001 – 2,86

2002 – 3,02

2003 – 2,89

2004 – 2,78

2005 – 3,14

2006 – 2,71

2007 – 2,76

2008 – 2,72

2009 – 2,88

2010 – 2,57

2011 – 2,68

2012 – 2,38

2013 – 2,46

2014 – 2,26

2015 – 2,36

2016 – 2,41

2017 – 2,43

2018 – 2,18

Média de gols do campeão brasileiro

2003 – Cruzeiro – 2,22

2004 – Santos – 2,24

2005 – Corinthians – 2,07

2006 – São Paulo – 1,74

2007 – São Paulo – 1,45

2008 – São Paulo – 1,74

2009 – Flamengo – 1,53

2010 – Fluminense – 1,63

2011 – Corinthians – 1,39

2012 – Fluminense – 1,60

2013 – Cruzeiro – 2,03

2014 – Cruzeiro – 1,76

2015 – Corinthians – 1,87

2016 – Palmeiras – 1,63

2017 – Corinthians – 1,31

2018 – Palmeiras – 1,68

(com Estadão Conteúdo)