Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil estreia na Copa América 2019 contra a Bolívia; confira os grupos

Seleção brasileira deu sorte e caiu na chave ao lado de Peru, Venezuela e Bolívia. Torneio vai de 14 de julho a 7 de junho, no Brasil

Foram definidos nesta quarta-feira, 24, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, os grupos da Copa América de 2019que será disputada no Brasil, entre os dias 14 de junho e 7 de julho. A seleção brasileira caiu no Grupo A, ao lado de seleções menos tradicionais: Peru, Venezuela e Bolívia.

Confira a tabela da Copa América 2019

Os outros cabeças-de-chave tiveram menos sorte: no Grupo B, a Argentina ficou ao lado de Colômbia, Paraguai e Catar; já o Uruguai, no C, pega Chile, Japão e Equador.

Em busca do título que não conquista desde 2007, o Brasil fará sua estreia contra a Bolívia, dia 14 de junho, no Morumbi, na abertura do torneio. Quatro dias depois, enfrenta a Venezuela, na Fonte Nova, e no dia 22 fecha a primeira fase contra o Peru na Arena Corinthians.

Veja, abaixo, como foi o evento, com participações de estrelas como Marta, Ronaldinho Gaúcho, Zico e outros:


21h16 – Bolívia fecha o grupo do Brasil

Na terceira rodada, os grupos foram definidos assim:

A- Brasil, Peru, Venezuela e Bolívia.

B – Argentina, Colômbia, Paraguai e Catar

C – Uruguai, Chile, Japão e Equador


21h11 – Brasil com sorte: Venezuela na chave

Na segunda rodada, a Venezuela foi para o Grupo A, com Brasil e Peru; o Paraguai para o Grupo B, com Argentina e Colômbia, e o Japão no C, com Chile e Uruguai.


21h08 – Começa o sorteio, com Peru no grupo do Brasil

Começa a primeira rodada do sorteio: Peru está no grupo do Brasil, a Colômbia no Grupo da Argentina, e Chile no Grupo do Uruguai.


21h02 – Romerito sincero

Perguntado sobre quem gostaria que caísse no grupo de seu país, o ex-jogador do Fluminense não titubeou. “Ah, gostaria que o Paraguai caísse com Catar, Venezuela…”, disse, arrancando risos dos presentes.


20h55 – Ídolos no palco

Neste momento sobem ao palco as personalidades do futebol que participarão do sorteio: a rainha do futebol feminino Marta, os compatriotas Cafu, Zico e Zé Roberto, o ex-jogador argentino Javier Zanetti, Zico, o ex-treinador colombiano Francisco Maturana, e o uruguaio Diego Lugano.

Marta durante sorteio de grupos da Copa América 2019 no Rio de Janeiro – 24/01/2019 (Carl de Souza/AFP)


20h53 – De olho nos rivais

O técnico da seleção brasileira, Tite, está na Cidade das Artes, ao lado do coordenador Edu Gaspar, de olho nos possíveis adversários da equipe.

O técnico Tite participa do sorteio da Copa América de 2019 no Rio de Janeiro (Carl de Souza/AFP)


20h50 – Ronaldinho e a bola ‘Rabisco”

O ex-craque Ronaldinho Gaúcho apresentou a bola do torneio, batizada de “rabisco” em homenagem à arte do grafite brasileiro e também aos dribladores do futebol nacional.

Ronaldinho Gaúcho apresenta a bola Rabisco durante sorteio da Copa América, no Rio de Janeiro – 24/01/2019 (Carl De Souza/AFP)


20h45 – Chile defende o título

O lateral chileno Jean Beausejour, campeão das edições de 2015 e 2016, por sua seleção, sobe ao palco com o troféu do torneio. Com passagem pelo Grêmio, ele se disse feliz em voltar ao país. “Tenho muitas boas lembranças do Brasil, do Grêmio, do povo gaúcho e espero defender bem meu time na Copa América.”


20h42 – Show musical

O bloco de Carnaval Monobloco, figurinha carimbada em eventos esportivos no país, entra no palco para uma apresentação tipicamente brasileira.


20h38 – Discurso do presidente

“Hoje vivemos um dia muito especial para o futebol sul-americano e especialmente para o Brasil”, inicia Alejandro Domínguez em seu discurso, em português. “O torneio volta para a terra de Pelé e tantas outras estrelas depois de 30 anos. Os melhores jogadores do mundo estarão em campo. (…) Venham para o Brasil e vibrem por suas seleções”


20h35 – Os apresentadores

Tadeu Schmidt e Fernanda Gentil, ambos jornalistas da Rede Globo, são os apresentadores do evento. Eles iniciam o sorteio relembrando a história da competição. Em seguida, chamam ao palco o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.


20h30 – Os potes do sorteio


20h23 – Campeões na área

Dois ex-atletas campeões do torneio pela seleção brasileira participam da festa: Cafu, capitão do penta e campeão emm 1997 e 1999, e Ronadinho Gaúcho, que em 1999 estreou pela seleção com dribles, golaços e título na edição do Paraguai.

(Sergio Moraes/Reuters)


20h14 – O palco da festa

O evento acontece na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.


20h05 – Romerito, ídolo paraguaio e tricolor

O ex-jogador Julio Cesar Romero, mais conhecido como Romerito, será um dos responsáveis por realizar o sorteio. Ídolo do Fluminense na década de 80, ele foi campeão da Copa América de 1979 pelo Paraguai e relembrou a conquista. “Ser campeão da América não é para muitos. (…) Expectativa é grande, é uma Copa América muito complicada para todos os rivais, especialmente os que vão jogar contra Argentina e Brasil”.


Os potes do sorteio

O torneio terá três grupos de quatro equipes. O Brasil, como anfitrião, está no pote A, dos cabeças-de-chave, ao lado de Argentina e Uruguai – eles, portanto, não podem se enfrentar na primeira fase.
Confira, abaixo, as divisões:

Pote 1: Brasil, Argentina, Uruguai
Pote 2, Colômbia, Chile e Peru
Pote 3: Venezuela, Paraguai e Japão
Pote 4: Equador, Bolívia e Catar


MSN – As estrelas da competição

Neymar, Messi e Suárez (Robbie Jay Barratt/AMA/Chris Brunskill/Fantasista/Aurelien Meunier/Getty Images)

Eles formaram um dos maiores trios de ataque de todos os tempos jogando pelo Barcelona e devem se reencontrar na Copa América, agora como adversários. Pressionados após as frustrações recentes por suas seleções, Neymar e Lionel Messi buscam um título inédito em suas carreiras, Luis Suárez tentará o bicampeonato depois do título em 2011. O astro argentino não atua por sua seleção desde a eliminação para a França nas oitavas de final da Copa do Mundo – não anunciou aposentadoria do time, apenas pediu um tempo de descanso -, mas espera-se que retorne para a competição continental da qual foi vice-campeão em três oportunidades. Neymar se machucou na quarta-feira pelo PSG, mas a tendência é que se recupere a tempo.


Seleção brasileira pressionada

Tite e Neymar na berlinda (Frank Augstein/AP)

Com “apenas” oito títulos continentais (contra 15 do Uruguai, e 14, da Argentina), o Brasil nunca teve na Copa América uma obsessão. Mas, este ano, é diferente. O trauma do 7 a 1 contra a Alemanha em casa, a decepção na Copa da Rússia e o jejum de 12 anos sem o troféu do continente aumentam a responsabilidade do time no torneio

Erguido ao status de salvador da pátria após as eliminatórias, Tite se vê agora contestado pela campanha frustrante na Rússia, onde chegou como favorito e caiu nas quartas diante da Bélgica. Apesar do apoio público dos dirigentes da CBF, Tite sabe que terá o cargo ameaçado em caso de um novo fracasso. Será também uma oportunidade para Neymar se redimir das críticas que recebeu após o Mundial e se firmar como um dos maiores craques do planeta.


Os estádios do torneio

A Copa América será disputada entre os dias 14 de junho e 7 de julho, em seis estádios brasileiros: Maracanã (Rio de Janeiro), palco da decisão, Mineirão (Belo Horizonte), Arena do Grêmio (Porto Alegre), Fonte Nova (Salvador), Arena Corinthians e Morumbi (ambos em São Paulo), onde acontecerá a abertura. A seleção brasileira fará dois jogos da primeira fase em território paulista.

Camisa canarinho

O site britânico Footy Headlines, especializado em uniformes de futebol, divulgou imagens da camisa titular que a seleção brasileira deve utilizar na Copa América de 2019O modelo segue o tom tradicional de amarelo e tem mais detalhes em verde que o anterior – com gola pólo e uma faixa nas mangas. O site informa ainda que o segundo uniforme será branco – cor aposentada pela seleção desde a derrota na final da Copa de 1950. Procurada, a Nike não confirma a autenticidade da camisa.


O caminho do Brasil

Por ser o anfitrião, e portanto, cabeça-de-chave A1, o caminho da seleção brasileira na fase de grupos já está definido mesmo antes do sorteio, que acontece dia 24 de janeiro, no Rio. Depois de disputar a partida de abertura, no Morumbi, o time dirigido por Tite volta a campo no dia 18, na Arena Fonte Nova, e finaliza a fase de grupos no dia 22, na Arena Corinthians.

Caso se classifique em primeiro lugar do grupo A, o Brasil disputará as quartas de final no dia 27, na Arena do Grêmio. Na sequência, saindo vencedor do confronto, jogará a semifinal no dia 2 de julho, no Mineirão. Na hipótese de uma classificação para a final no Maracanã, o Brasil atuaria em todos os seis estádios da Copa Brasil América Brasil 2019.