Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Amistoso é cancelado e seleção chilena tenta sair do Japão após terremoto

Tremor de 6,7 graus na ilha de Hokkaido deixou a equipe sem serviços básicos como água e eletricidade em seu hotel

A seleção chilena de futebol procura um meio de sair da cidade de Sapporo, na ilha de Hokkaido, após o amistoso contra o Japão, marcado para a próxima sexta-feira, ser cancelado por causa do terremoto de 6,7 graus que sacudiu a região na madrugada desta quinta-feira. Coincidentemente, outro grande sismo atingiu justamente a capital chilena, Santiago, na última quarta-feira (5).

A federação japonesa informou nesta quinta (6) que o cancelamento da partida se deu “levando em consideração a gravidade dos danos e o significativo impacto nas infraestruturas básicas, como eletricidade e transporte, e também para garantir a segurança dos espectadores”.

Segundo as autoridades locais, não há água, eletricidade, internet, transporte e até o momento foram registrados nove mortos e 31 desaparecidos na ilha de Hokkaido.

O vice-presidente da federação chilena, Andrés Fazzio, disse em Sapporo à rádio chilena Cooperativa que o elenco dirigido pelo técnico colombiano Reinaldo Rueda está em seu hotel, mas sem serviços básicos como água e eletricidade, como comprovam imagens divulgadas pela entidade.

“Não há sistemas alternativos de energia, estamos em um hotel onde a luz foi cortada por volta das 4h da manhã e desde então não tivemos a possibilidade de conseguir um gerador ou algo que seja uma alternativa”, afirmou Fazzio.

Nesse contexto, estão sendo realizados trâmites para antecipar a partida do avião especial que transporta a equipe, com a mediação da embaixada do Chile no Japão, apesar de o aeroporto permanecer fechado por causa do terremoto. A ideia é viajar o mais rápido possível a Seul, onde na próxima terça-feira o Chile deve enfrentar a Coreia do Sul em amistoso.

Destaque do time, o volante Arturo Vidal, do Barcelona, tratou de tranquilizar os fãs ao divulgar um vídeo do “trote” do goleiro novato Lawrence Vigouroux, que cantou na concentração, sem iluminação. “Não importam as adversidades quando somos um time”, escreveu Vidal. 

(com agência EFE)