Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Abel Braga desabafa após saída do Flamengo: ‘Não suporto traição’

Treinador exaltou o comportamento dos atletas, mas deixou clara a sua insatisfação com a diretoria

Por Da redação Atualizado em 29 Maio 2019, 19h03 - Publicado em 29 Maio 2019, 19h00

Horas depois de anunciar sua demissão do Flamengo, Abel Braga deixou claro que a saída não se deu em clima amistoso. Em nota oficial, o treinador de 66 anos agradeceu os atletas pelos cinco meses de trabalho, mas disse ter se sentido traído pela diretoria.

“Na vida, seja na minha carreira de jogador ou de treinador, sempre estive preparado para as grandes pressões e os grandes momentos. Sempre me dei bem com isso. E me habituei a encarar esses desafios de cabeça erguida. Mas jamais estive preparado para covardias e articulações. O que não suporto é traição. Eu me senti sem respaldo, isolado em certo momento”, afirmou, em trecho da nota.

  • O treinador foi à sede rubro-negra e fez questão de se despedir dos colegas.  “Jamais vou esquecer esse grupo, competitivo e dedicado ao extremo. São homens de caráter, prontos para conquistar grandes títulos esse ano. Sempre soube que eles dariam a resposta em campo. Foi uma despedida emocionante. Quero aproveitar para agradecer em público a cada um deles, além de cada integrante da comissão técnica e funcionários. E também a grande Nação de torcedores”, afirmou o técnico, que conquistou o título Carioca em sua curta passagem.

    “O que posso afirmar é que o Flamengo é muito maior do que tudo isso. O clube vai brilhar por tudo que plantou nesses últimos anos, por esse terreno fértil, por sua grandeza”, completou.

    Apontado como possível substituto de Abel, o português Jorge Jesus, ex-treinador do Benfica, negou qualquer contato com o clube carioca. “Ninguém do clube falou comigo”, afirmou, ao jornal português Record. “Até dia 5 ou 6 de junho poderá haver novidades sobre o meu futuro, sobre quem irei treinar, existindo a possibilidade de não ir treinar ninguém”, completou Jesus.  

    Continua após a publicidade

    A versão de Landim

    Rodolfo Landim confirmou interino Ricardo Moraes/Reuters

    Pouco depois de Abel Braga se despedir dos jogadores, o presidente Rodolfo Landim concedeu entrevista coletiva, ao lado do gerente Paulo Pelaipe, e falou sobre como recebeu a decisão do experiente comandante.

    “Recebi um telefonema ontem (terça-feira) à noite de uma pessoa dizendo que ele estava precisando falar comigo. Conversei com ele e ele comentou da decisão que tinha tomado, depois de conversar com os familiares dele, de pedir demissão do cargo de técnico do Flamengo”, afirmou Landim.

    O presidente negou que tenha feito contato com outros técnicos e confirmou Marcelo Salles, membro da comissão permanente do clube, como interino até a pausa para a Copa América. “O Flamengo oficialmente não falou com ninguém. Nesses primeiros quatro jogos, já está decidido quem vai ficar à frente do clube, no lugar do Abel, que é o Marcelo Salles. Após a parada, vamos reavaliar e trazer outro técnico”, comentou.

    “Até esse primeiro momento a gente não tinha conversado com ninguém. A partir de hoje estamos conversando com muita gente. É logico que dentro do corpo técnico existem análises sobre os jogadores, treinadores, sobre tudo, mas sem dúvida nenhuma, a partir de agora estamos buscando quais são as alternativas que existem no mercado”, concluiu.

    (com Gazeta Press)

    Continua após a publicidade
    Publicidade