Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A escolinha de mister Beckham

Ex-jogador viajou por sete continentes, mostrando o futebol

O astro inglês David Beckham já não atua nos gramados, mas nem por isso deixa de dedicar-se ao futebol. Como embaixador do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), Beckham tem divulgado o esporte ao redor do mundo, e sua mais recente atuação está registrada no documentário David Beckham for the Love of the Game.

Ao longo de dez dias, Beckham viajou para cada um dos sete continentes, para jogar uma partida de futebol, em lugares com culturas e costumes completamente diferentes. Além de ter jogado, Beckham também conheceu projetos sociais e ouviu histórias emocionantes de pessoas com realidades econômicas e humanas completamente diversas.

“O futebol me deu tudo na vida. Agora que minha carreira esportiva profissional acabou, nunca foi tão importante eu oferecer algo de volta”, conta Beckham.

Continente 1: Oceania – Bola feita de folhas de bananeira em Papua-Nova Guiné

A primeira parada é em Papua-Nova Guiné. Beckham vai até um vilarejo onde participa de um jogo de futebol com crianças locais, em um campo de barro.

No dia seguinte, Beckham vai a campo para participar de uma disputa entre camponeses e policiais, dois grupos que possuem uma relação conflituosa na região, mas que se unem para jogar futebol.

Continente 2: Ásia – Sobreviventes dos terremotos no Nepal

Beckham visita Katmandu, capital do Nepal e um dos locais mais atingidos pelos terremotos de maio de 2015. A bola rola com times de uma escola na Taumadhi Square, praça com um belo templo de mais de 300 anos que permaneceu firme mesmo após os tremores. “Este pode ser o melhor estádio em que já joguei”, diz o atleta, ao admirar o local.

Continente 3: África – Refugiados no Djibuti

No Leste da África, a viagem chega a um campo de refugiados no Djibuti, região que abriga mais de 10 mil pessoas que escaparam de guerras civis e perseguições políticas em diversos países.

O astro inglês fica impressionado com a habilidade de alguns atletas ao jogar em um campo de terra.

Continente 4: América do Sul – Futebol na periferia de Buenos Aires, Argentina

A parada na América do Sul é na Argentina. Em bairros da periferia de Buenos Aires, próximo deonde Maradona passou sua infância, Beckham conhece projetos sociais que usam o futebol para afastaras crianças da violência. Antes de disputar uma partida com crianças atendidas por projetos sociais, ele afirma: “Estou prestes a realizar um sonho de vida e jogar em solo argentino”.

Continente 5: Antártica – Hat-trick no primeiro jogo da história do continente gelado

A equipe do especial chega à Antártica para a primeira partida de futebol do local em um campo com medidas oficiais determinadas pela Football Association (FA). Usando botas especiais para a neve, Beckham participa de um jogo descontraído com exploradores e pesquisadores numa temperatura inferior a -20 °C. Ele marca um hat-trick e comemora por ter conquistado esse feito pela primeira vez em toda a carreira.

Continente 6: América do Norte – Jogo duro contra universitárias nos Estados Unidos

Após visitar locais onde a estrutura para o jogo é muito precária, Beckham chega a uma universidade em Miamique possui um moderno centro de treinamento e onde o futebol é praticado por mulheres. O documentário revela o crescimento do esporte no país onde ele também atua como uma grande forma de inclusão social.

Continente 7: Europa – Estrelas do futebol em prol do Unicef, na Inglaterra

Beckham chega a Manchester para disputar partida beneficente das estrelas em prol do Unicef, que acontece num momento muito tenso, pois é o dia seguinte aos atentados terroristas de Paris que mataram mais de 100 pessoas. A disputa ganha simbologia ao mostrar que o futebol é capaz de vencer o medo.