Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

7 x 1 do Vasco sobre o São Paulo completa 15 anos

Maior goleada do clássico aconteceu neste dia

Foi um dia histórico para os vascaínos. Foi também para os são-paulinos, mas não por um motivos feliz. Há 15 anos, o Vasco, atual campeão brasileiro, aplicou um goleada que ficaria na memória de muita gente e , muito antes da Copa do Mundo no Brasil, um placar marcante.

O Vasco, atual campeão brasileiro, entrava na penúltima rodada em 12° lugar e com pouquíssimas chances de entrar no G8. Já o São Paulo, 6° colocado, estava muito perto de garantir vaga nas fases finais. Com 43 pontos, faltando apenas duas rodadas, o Internacional, em nono, com 40, e Bahia e Ponte, em sétimo e oitavo, eram os principais concorrentes. Apenas um ficaria de fora. 

O São Paulo foi a São Januário quase classificado, mas numa vitória deixaria o Tricolor mais perto dos quatro primeiros, que o daria direito de jogar em casa a única partida das quartas. Contudo, o que aconteceu no Rio foi uma tragédia para o clube paulista.

O jogo era transmitido em TV aberta para São Paulo. Romário fazia seu último jogo com contrato pelo Vasco. Não se sabia se ele renovaria ou não contrato para a última rodad do Brasileiro. Logo no começo do jogo, em ataque vascaíno, Euller saiu de cara com Rogério Ceni após lançamento área. Após cabeceio do atacante, o goleiro cortou com a mão fora da área, evitando o gol. Por isso, o árbitro Carlos Eugênio Simon deu um cartão vermelho, na época, considerado exagerado. Alencar entrou no lugar de Adriano. Com 19 minutos, Gilberto chutou de fora da área e o goleiro aceitou. Aos 36, Euller, recebeu na entrada da área e bateu: 2 x 0.

No intervalo, o Vasco sentiu que a partida poderia ter uma goleada. Logo com dois minutos, Romário recebeu na área e bateu rasteiro. Foi o terceiro do Vasco e o milésimo gol do Campeonato Brasileiro. Aos 21, veio o quarto, novamente com Romário, que foi comemorar com seu filho, Romarinho, que assistia ao jogo atrás do gol, quando isso não era motivo para se perder mando de campo.

Aos 23, Romário recebeu na área e deu de calcanhar para Léo Lima, que no meio de uma defesa são-paulina perdida, marcou o quinto. Aos 25, Romário recebeu dentro da área e marcou seu 21° gol no torneio.Rogério Ceni, que voltou ao campo para ficar com o time, se desesperava. Aos 29, Gustavo Nery foi expulso por dar uma cotovelada em Dedé. Aos 33, após cruzamento na área, Dedé, sozinho, empurrou para o gol vazio, marcando o sétimo do Vasco.

Como no Brasil e Alemanha, o São Paulo aos 44, com França. Kaká ainda tentou um aos 45, com um chute do meio do campo, mas acertou o travessão do goleiro Helton.

Após o 7 x 1, o São Paulo caiu para o sétimo lugar e ainda se classificaria. O Vasco, com 38, mesmo com a goleada, estava eliminado ali.

25/11/2001 – SÃO JANUÁRIO (RIO DE JANEIRO-RJ)

VASCO 7 x 1 SÃO PAULO

J: Carlos Eugênio Simon (RS); R: -; P: -; G: Gilberto 18 e Euller 36 do 1°; Romário 3, 21 e 25, Léo Lima 23, Dedé 33 e França 45 do 2°; CA: Emerson e Gustavo Nery; E: Rogério Ceni 3 do 1° e Gustavo Nery 29 do 2°

VASCO: Helton, Rafael (Ely Thadeu 20 do 2°) (Botti 32 do 2°), João Carlos, Gélder e Gilberto; Jamir (Dedé 24 do 1°), Donizete, Fabiano Eller e Léo Lima; Euller e Romário. T: PC Gusmão

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Beletti, Júlio Santos, Emerson e Gustavo Nery; Fábio Simplício (Leonardo, intervalo), Maldonado, Adriano (Alencar 7 do 1°) e Kaká; França e Luis Fabiano (Dill, intervalo). T: Nelsino Baptista