Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Washington denuncia violência contra manifestantes na Rússia

Os Estados Unidos estão “perturbados” com as imagens de violência policial contra manifestantes pacíficos na Rússia e fazem um apelo às autoridades para preservar a liberdade de expressão e manifestação, afirmou nesta terça-feira o Departamento de Estado.

“Nós estamos preocupados com os relatos de violência em Moscou durante as manifestações que aconteceram em 6 de maio e pela onda de prisões dos últimos três dias”, declarou à imprensa o porta-voz adjunto do Departamento de Estado, Mark Toner.

Toner acrescentou que os Estados Unidos também ficaram “perturbados com as imagens de violência policial contra manifestantes pacíficos”.

Desde domingo, os opositores denunciam nas ruas de Moscou a posse como presidente de Vladimir Putin, eleito em março graças a fraudes, de acordo com os manifestantes.

A polícia anunciou na segunda-feira cerca de 300 prisões, enquanto a oposição denunciou detenções arbitrárias, até mesmo em bares.

“Estamos ao mesmo tempo preocupados com os relatos, segundo os quais atos de violência foram praticados contra os agentes da lei por pequenos grupos de manifestantes”, ressaltou Toner, que pediu calma a “todas as partes” e “respeito à liberdade de expressão e manifestação” por parte das autoridades russas.