Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vulcão na Ilha de Sumatra começa a expelir fluxos de lava

Em atividade desde setembro, vulcão já obrigou a remoção de 20 mil pessoas

Um vulcão na ilha de Sumatra, na Indonésia, começou a produzir fluxos de lava após erupções de cinzas que alcançaram uma altura de 7 quilômetros nas últimas 24 horas. O aumento nas atividades do vulcão Monte Sinabung já forçou desde setembro, quando começaram as erupções esporádicas, cerca de 20 000 pessoas a saírem de suas casas.

Vídeo: Dois vulcões entram em erupção na Indonésia

Na tarde de segunda-feira o monte liberou o primeiro de vários fluxos de lava, que continuaram a jorrar ao longo do dia e caíram a uma distância de mais de 2 quilômetros do topo do monte, segundo a Agência Nacional para o Gerenciamento de Desastres. O derramamento de lava foi acompanhado por novas erupções de cinzas e nuvens de gás, enquanto vários tremores abalaram a área, um deles com duração de cinco minutos.

Leia também: Erupção de vulcão em El Salvador deixa cidade em alerta

A agência disse que os ventos levaram as nuvens de cinzas para o leste e para o sul de Sumatra, longe da maior cidade da ilha, Medan. A agência também pediu que as famílias que foram retiradas de suas casas não retornem caso suas residências estejam localizadas a menos de cinco quilômetros da montanha.

Refugiados – Mais de 19.000 pessoas abandonaram suas casas na na Indonésia em consequência da erupção de um vulcão no monte Sinabung. “O monte Sinabung permanece em estado de alerta máximo. Alertamos que não deve existir atividade humana em um raio de cinco quilômetros”, afirmou o porta-voz da agência nacional de combate aos desastres, Sutopo Purwo Nugroho. “Na segunda-feira à noite, 19.126 pessoas abandonaram suas casas”, completou.

(Com Estadão Conteúdo)