Clique e assine a partir de 9,90/mês

Voluntários testam vacina contra o novo coronavírus nos EUA

Imunização será testada em pelo menos 45 pessoas, mas só deverá ser liberada ao público em 12 meses ou mais

Por Da Redação - Atualizado em 16 mar 2020, 18h31 - Publicado em 16 mar 2020, 15h45

Os primeiros testes em humanos de uma vacina contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2) começam nos Estados Unidos nesta segunda-feira, 16. A vacina será testada em pelo menos 45 pessoas, mas somente deverá ser liberada ao público em 12 meses ou mais.

Desenvolver uma vacina “é uma prioridade de saúde pública”, disse nesta segunda Anthony Fauci, diretor nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Institutos de Saúde Nacional (NIH), órgão federal responsável pelos testes. 

O diretor-geral da Organização Munidal da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, havia afirmado em fevereiro que a primeira vacina contra o novo coronavírus poderia estar pronta no mínimo em 18 meses.

Os 45 voluntários serão vacinados em duas doses em um intervalo de 28 dias. A vacina não poderá causar a Covid-19 porque é composta por apenas uma parte do material genético do novo coronavírus.

Continua após a publicidade

Os testes são realizados no centro de pesquisa Kaiser Permanente está em Seattle, no estado americano de Washington, onde foi reportado o primeiro caso do novo coronavírus no país, em 21 de janeiro.

Segundo dados das Secretarias de Saúde municipais e estaduais, de hospitais e do governo federal compilados pelo jornal The New York Times, Washington é o segundo estado americano mais atingido pela epidemia com mais de 675 casos —  atrás apenas de Nova York, que conta com pelo menos 938 enfermos. Em todos os Estados Unidos há 3.823 pessoas contaminadas e 67 mortes.

Publicidade