Clique e assine a partir de 9,90/mês

Vídeo: Maduro é perseguido por multidão em panelaço na Venezuela

O protesto contra o presidente da Venezuela aconteceu na ilha de Margarita, onde Nicolás Maduro fazia a entrega de casas populares

Por Da redação - Atualizado em 5 set 2016, 15h54 - Publicado em 5 set 2016, 15h52

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, foi perseguido por uma multidão indignada durante uma visita à turística ilha de Margarita, na última sexta-feira. Vídeos publicados na internet nos últimos dias mostram Maduro correndo em meio a centenas de pessoas que batem panelas e gritam palavrões no protesto.

O presidente viajou à ilha para inaugurar um complexo de habitações sociais e, em determinado momento, desceu de seu carro e seguiu a pé por uma avenida. Militantes chavistas estão colocando em dúvida a veracidade das imagens, uma vez que a versão oficial da visita, divulgada pela Agência Venezuelana de Notícias, não fala em protestos da população local.

Leia também:
Com MST, chavistas armam arapuca para venezuelanos no Rio
Policiais e manifestantes se enfrentam em protesto em Caracas
Oposição venezuelana desafia Maduro com protestos em Caracas

De acordo com a rede CNN, o Foro Penal Venezuelano, uma organização de defesa dos direitos humanos, denunciou que cerca de 40 pessoas foram presas durante a manifestação na ilha. O grupo divulgou também que o jornalista local Braulio Jatar foi detido na manhã de sábado por divulgar informações sobre o protesto.

Continua após a publicidade

O panelaço na ilha de Margarida aconteceu um dia após uma mobilização nacional, apelidada de “Tomada de Caracas”, para exigir um referendo revogatório contra o presidente. Atualmente, a Venezuela passa por uma séria crise política e econômica, que inclui a escassez produtos de necessidade básica. A ilha de Margarita, em especial, sofre ainda com a falta de água, além de alimentos.

(Com ANSA)

Continua após a publicidade
Publicidade