Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vídeo de passageira mostra momento exato da queda de avião no México

Caixas-pretas de aeronave da Embraer foram encontradas em bom estado; ninguém morreu no acidente

Um vídeo filmado por uma das passageiras do voo AM2431 mostra o momento exato da queda do avião da Aeroméxico em Durango, no México. O acidente de terça-feira (31) não deixou mortos.

A passageira Ashley Garcia capturou o momento em que a aeronave bate no solo logo após decolar. As imagens foram compartilhadas em sua página no Twitter.

No vídeo, é possível ver também os passageiros após a queda. Muitos estão assustados e chorando, enquanto observam o avião pegar fogo ao fundo.

“Hoje eu enfrentei meu maior medo”, escreveu Ashley na publicação. “Nada pode descrever como me senti naquele momento, mas não tenho ninguém mais para agradecer além de Deus”.

O voo AM 2431, da Aeroméxico, faria a rota Durango – Cidade do México, mas enfrentou dificuldades após tentar decolar em meio a uma tempestade de granizo. A aeronave tentou fazer um pouso de emergência fora da pista do terminal, momento em que ocorreu o acidente.

Caixas pretas

A Aeroméxico confirmou na tarde desta quarta-feira (1º) que as caixas-pretas do avião foram encontradas em “perfeito estado”.

“Já foram recuperadas as duas caixas-pretas do avião. Estão em perfeito estado, e agora terão que ser analisadas”, disse Andrés Conesa, diretor executivo da companhia, em entrevista coletiva. Segundo ele, as investigações serão “um processo longo”.

Conesa disse que ainda “se desconhecem” as causas do acidente, que pode ter ocorrido devido a “vários fatores”. Nesta manhã, o governador de Durango, José Rosas Aispuro, citou uma rajada de vento como principal responsável.

A Secretaria de Comunicações e Transportes (SCT) mexicana informou que já foram iniciados os trabalhos da comissão que investigará o incidente.

Na mesma entrevista coletiva, o diretor-geral de Proteção Civil do México, Ricardo de La Cruz, informou que cerca de 20 pessoas permanecem hospitalizadas por causa do acidente e que “muitas delas” receberão alta entre hoje e amanhã.

Após a queda, vários passageiros deixaram o avião antes mesmo da chegada dos primeiros socorros. Alguns buscaram ajuda médica sozinhos e outros voltaram para casa, o que dificultou a localização de cada um dos sobreviventes pelas autoridades.

O primeiro balanço do Ministério da Saúde mexicano informava que 49 passageiros foram hospitalizados após o acidente – a maioria com ferimentos leves. O piloto, cuja identidade não foi informada, sofreu uma lesão grave na coluna e passou por cirurgia.

A maioria dos sobreviventes sofreu queimaduras em várias partes do corpo. Ninguém corre risco de morte.

O avião produzido pela Embraer levava 103 pessoas a bordo – 88 adultos, nove crianças, dois bebês e quatro tripulantes. A Aeroméxico afirmou que a aeronave havia passado por manutenção em fevereiro deste ano e era usada pela companhia desde 2014.

Em comunicado à imprensa, a Embraer afirma que se colocou à disposição das autoridades aeronáuticas do México para auxiliar nas investigações do acidente. Uma equipe de técnicos se prepara para se deslocar ao local do acidente, segundo a fabricante brasileira.

As operações no Aeroporto de Guadalupe Victoria foram suspensas após o acidente e ainda não tem previsão para serem retomadas.

(Com EFE e Estadão Conteúdo)