Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vice-primeiro-ministro britâncio apoia Brasil no Conselho de Segurança

Nick Clegg veio ao Brasil com o objetivo de estreitar os laços comerciais entre os dois países e defendeu uma reforma no organismo internacional

Em busca de novos parceiros comerciais para superar o cenário da crise ecômica em seu país, o vice-primeiro-ministro britânico, Nick Clegg, declarou nesta terça-feira que apoia o ingresso do Brasil no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

Durante visita a Brasília, o vice de David Cameron afirmou: “A realidade é que, a não ser que novos atores sejam trazidos completamente para dentro sistema multilateral, eles vão cada vez mais procurar novos meios para operar. E nossas instituições vão se tornar progressivamente enfraquecidas. O Reindo Unido não quer ver isso acontecer. Este é o motivo pelo qual nós apoiamos firmemente um assento permanente para o Brasil no Conselho de Segurança da ONU”, disse.

Mas Clegg não escondeu as principais intenções de sua passagem pelo Brasil: “Para o Reino Unido, esta visita é principalmente uma missão comercial. Isso pode soar um pouco ‘cabeça-dura’. Porque é isso mesmo”. O objetivo dos dois países é dobrar o volume bilateral de negócios até 2015. Hoje, os investimentos brasileiros, movimentam 2,5 bilhões de libras no Reino Unido anualmente.

As declarações foram dadas durante um encontro com estudantes do Instituto Rio Branco, na capital federal. Clegg esteve também com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota e com o vice-presidente da República, Michel Temer. Os representantes das duas nações discutiram parcerias em 13 áreas, incluindo o combate às drogas, o desenvolvimento sustentável e a preparação para as próximas Olimpíadas. Os jogos de 2012 serão em Londres; os de 2016, no Rio de Janeiro.

O vice-primeiro-ministro desembarca ainda nesta terça-feira na capital carioca, onde se encontrará no dia seguinte com o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli. O britânico também conhecerá uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Morro dos Prazeres.