Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manifestantes confrontam soldados de Maduro na fronteira com Brasil

Manifestantes atiraram bombas contra um posto do Exército e correram de volta para o território brasileiro quando as forças de segurança reprimiram a ação

Manifestantes venezuelanos entraram em confronto com as forças de segurança leais ao ditador Nicolás Maduro na fronteira com o Brasil. O conflito ocorre no limite da cidade de Pacaraima, em Roraima, com o território do país vizinho.

Bombas incendiárias foram disparadas pelos manifestantes contra um posto de controle do Exército venezuelano. As forças de segurança reagiram com bombas de gás lacrimogêneo.

O conflito teve início em território venezuelano. Os manifestantes correram em disparada para o lado brasileiro tão logo as autoridades vizinhas reprimiram a ação. Eles ainda atiraram pedras contra os soldados que bloqueiam a entrada na Venezuela.

Dois caminhões carregados com ajuda humanitária foram impedidos de ingressar na Venezuela a partir do território brasileiro. Eles ficaram estacionados na fronteira durante todo o dia e foram levados para um local seguro assim que a tensão cresceu na região.

A assessoria de comunicação da prefeitura de Santa Elena de Uairén, cidade venezuelana próxima a Pacaraima, disse que quatro pessoas morreram e 25 ficaram feriadas em conflitos no município. Duas ambulâncias entraram no Brasil com feridos provenientes do município.

Também há registros de conflitos na fronteira entre a Venezuela e a Colômbia. Forças leais a Maduro incendiaram caminhões que tentavam ingressar no país com ajuda humanitária. Voluntários tiveram de correr para salvar caixas com comida e remédio dos veículos em chamas.