Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Venezuelanos dormem em fila para comprar comida – e popularidade de Maduro cai

A escassez de produtos básicos e a inflação elevada do país derrubaram a já baixa popularidade de Nicolás Maduro

Com a escassez de alimentos e produtos básicos e a crescente onda de saques a lojas e supermercados na Venezuela, a população tem passado a noite em frente a estabelecimentos fechados para conseguir comprar arroz, leite ou qualquer outro produto disponível. A falta dos produtos básicos, que vão de peças de reposição a itens de higiene, somada à inflação elevada, derrubaram a popularidade do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, para 24,3% em julho, ante 25,8% em maio, revelou a última pesquisa do respeitado instituto de pesquisa local Datanalisis. As avaliações negativas subiram de 68,8% para 70,4%.

Leia mais:

Mais um preso político é libertado na Venezuela em regime condicional

Opositor venezuelano Daniel Ceballos se reúne com sua família

Doentes recorrem a remédios veterinários diante da escassez na Venezuela

Vários outros presidentes sul-americanos amargam baixa popularidade, incluindo o peruano Ollanta Humala e a presidente Dilma Rousseff, que este mês bateu o recorde de Collor e atingiu 71% de rejeição, segundo o instituto de pesquisa Datafolha.

(Da redação)