Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Venezuela liberta jornalista alemão preso há quatro meses

Billy Six foi acusado de espionagem, rebelião e violação de uma zona de segurança

Um tribunal de Caracas decidiu libertar o jornalista e documentarista alemão Billy Six, que estava detido desde novembro do ano passado em uma sede da polícia política venezuelana.

Six, que foi processado pela suposta violação de zonas de segurança, foi liberado da prisão, mas foi emitida uma ordem de apresentação no tribunal a cada quinze dias, disse Carlos Correa, diretor da Espacio Público, que se dedica à defesa dos direitos humanos dos jornalistas e da liberdade de expressão. O documentarista também foi proibido de dar declarações à imprensa.

Six viajou o mundo como jornalista freelance por doze anos, publicando diversas reportagens. Na Venezuela, ele documentou o colapso econômico e migração em massa de habitantes locais. Foi preso no ano passado sob a acusação de espionagem, rebelião e violação de uma zona de segurança, alegações que seus parentes negam.

Nas últimas três semanas foram detidos temporariamente na Venezuela outros quatro jornalistas, dos quais dois foram deportados, incluindo o mexicano Jorge Ramos, do canal norte-americano Univision, que foi detido junto com sua equipe no Palácio do Governo, após uma entrevista com Nicolás Maduro que foi interrompida pelo presidente.