Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Venezuela cancela show de ano novo devido a doença de Chávez

Segundo governo, quadro de saúde do presidente se agrava

Por Da Redação 31 dez 2012, 12h57

O agravamento do estado de saúde de Hugo Chávez deixou a Venezuela apreensiva sobre o futuro do país. Nesta segunda-feira, o governo cancelou o tradicional show de encerramento do ano na Praça Bolívar e convidou “famílias de Caracas e as venezuelanas em geral a esperar o ano novo reunidas em cada lar em uma oração de fé e esperança pela saúde” de Chávez, disse o ministro da Informação, Ernesto Villegas.

Recentemente, Chavez passou por outra cirurgia para o tratamento de um câncer na região pélvica na cidade de Havana, em Cuba. Neste domingo, o vice-presidente, Nicolás Maduro, sucessor escolhido por Chávez para governar o país, fez um pronunciamento dizendo que ele sofreu “novas complicações”, consequências de uma infecção respiratória, e que o “tratamento não estava isento de riscos”.

Leia também:

Nicolás Maduro chega a Cuba para visitar Hugo Chávez

Hugo Chávez delega responsabilidades a vice-presidente

Membros do alto escalão do governo venezuelano criaram hashtags, como #ForçaChávez, #ChávezViveráeVencerá e #EuAmoChávez, em redes sociais para difundir o apoio ao ditador. Alguns anônimos também usam o texto para expressar seus sentimentos sobre o estado do presidente.

Opositores do caudilho reagiram às notícias de Havana. “Eu não quero que Chávez morra. Ficaríamos muito mal como povo se uma doença precisasse fazer nosso trabalho para retirá-lo do poder”, comentou Enrique Vásquez.

Chávez, de 58 anos, foi reeleito no dia 7 de outubro e sua posse estava prevista para 10 de janeiro perante a Assembleia Nacional, segundo dita a Constituição. O governismo afirmou que a data é adiável se o presidente não estiver em condições de reassumir o poder para um novo mandato de seis anos.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade

Publicidade