Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Venezuela: assume ministro da Defesa acusado de narcotráfico

O general Henry Rangel Silva, acusado pelos Estados Unidos de ligação com o tráfico de drogas, tomou posse nesta terça-feira como ministro da Defesa da Venezuela, em cerimônia liderada pelo presidente Hugo Chávez.

“Se o nosso general comandante ataca o império e os lacaios da burguesia é por que temos um tremendo general no comando das nossas Forças Armadas”, disse Chávez sobre as denúncias dos Estados Unidos e da oposição venezuelana durante a cerimônia de posse no Forte Tiuna, em Caracas.

O presidente destacou que “não há provas” para os “ataques” contra o general Rangel.

O departamento do Tesouro dos Estados Unidos congelou em 2008 os bens de Rangel Silva – então diretor do serviço de Inteligência da Venezuela – por supostos vínculos com a guerrilha colombiana das Farc e o tráfico de drogas.

Rangel Silva, promovido a general de mais alta patente por Chávez em 2010, prometeu nesta terça-feira “desenvolver as Forças Armadas e as relações de amizade com os países amigos, com a Unasul, com a Aliança Bolivariana dos Povos da América, com os países do Caribe e com as Nações que buscam a paz”.

O novo ministro substitui o general Carlos Mata Figueroa, que entrará na política como candidato a governador do estado de Nova Esparta nas eleições de dezembro.