Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vaticano confirma ida do papa a favela e missa em Aparecida

Agenda de Francisco no Brasil, que vai de 22 a 29 de julho, foi divulgada nesta terça-feira. Motivo da viagem é a Jornada Mundial da Juventude 2013 (JMJ)

O papa Francisco viajará ao Rio de Janeiro e ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida (SP), de 22 a 29 de julho, confirmou nesta terça-feira o Vaticano. Durante a visita, que acontece em razão da XXVIII Jornada Mundial da Juventude (JMJ), o pontífice irá, no dia 24 de julho, a Aparecida para rezar diante da padroeira do Brasil.

Leia também:

Comitiva do Vaticano visita locais que receberão papa

Chuvas atrasam obras da Jornada Mundial da Juventude

A cracolândia no caminho do papa Francisco

O motivo da viagem, que será a primeira do pontífice argentino, eleito em 13 de março, é a XXVIII Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontecerá no Rio, e onde são esperados 2,5 milhões de jovens de todo o mundo. O pontífice deixou de lado programas turísticos como Corcovado e Pão de Açúcar para visitar a favela de Varginha, em Manguinhos, o Hospital São Francisco de Assis e participar de um encontro no Theatro Municipal.

O papa chega na segunda-feira, dia 22, na Base Aérea do Galeão, e vai de helicóptero até o Palácio Guanabara, em Laranjeiras, na Zona Sul, onde se encontra com a presidente Dilma Rousseff, o governador Sérgio Cabral, e outras autoridades. Em seguida, Francisco vai para a residência da Igreja, no Sumaré, seu local de hospedagem no Rio e onde permanecerá no dia inteiro seguinte, para descanso.

Na quarta-feira, está previsto que o papa vá de helicóptero até Aparecida, em São Paulo, para venerar a imagem de Nossa Senhora no Santuário Nacional e celebrar a Santa Missa. Ele será acolhido pelo arcebispo de Aparecida, dom Raymundo Damasceno Assis, e pelo reitor do Santuário, padre Domingos Sávio da Silva. Almoçará no Seminário Bom Jesus e, depois, vai retornar ao Rio de Janeiro. Ainda na quarta-feira, o pontífice visitará o Hospital São Francisco de Assis, que se dedica à recuperação dos dependentes de drogas e à assistência médico-cirúrgica aos indigentes. Lá, ele deve realizar um discurso.

Encontro com prefeito – Segundo a agenda papal, no dia seguinte Francisco deve receber das mãos do prefeito do Rio, Eduardo Paes, as chaves da cidade no Palácio da Cidade, onde irá abençoar as bandeiras oficiais dos Jogos Olímpicos e paraolímpicos. Às 10 horas, deixará o local para conhecer a Favela da Varginha – Manguinhos, uma área pacificada. No fim da tarde, o papa participará da Festa da Acolhida aos jovens participantes da JMJ em Copacabana. Na sexta, Francisco começa o dia na Quinta da Boa Vista, onde, às 10 horas, irá confessar cinco jovens provenientes dos cinco continentes.

Às 12 horas, do balcão do Palácio, o papa rezará a oração do Angelus. Em seguida, encontrará os vinte membros do Comitê Organizador e os dez grandes patrocinadores-benfeitores da JMJ para uma saudação. No final da tarde, às 17 horas, retornará à Praia de Copacabana para a Via-Sacra com os jovens. Depois de introduzir o ato litúrgico, vai acompanhar do palco o desenvolvimento da Via-Sacra, e ao término pronunciará a sua alocução e concluirá a oração.

Políticos – No sábado de manhã, dia 27, Francisco irá à Catedral da cidade, onde celebrará a Santa Missa, às 9 horas, com os bispos da JMJ, sacerdotes, religiosos e seminaristas. Já no Theatro Municipal, às 11h30, o religioso encontrará a classe dirigente do Brasil; estarão presentes políticos, diplomatas, expoentes da sociedade civil, empresários, pessoas do mundo da cultura e representantes das maiores comunidades religiosas do país. Lá, o papa fará um discurso.

Em seguida, ele retorna ao Sumaré para almoçar com cardeais do Brasil, a presidência da CNBB, os bispos da região e a comitiva papal. À noite, o pontífice vai se reunir com jovens em uma área campestre denominada Campus Fidei, preparada para a ocasião pelas autoridades locais, e que pode conter mais de dois milhões de pessoas. O encontro será na forma de uma Liturgia da Palavra, com testemunhos e perguntas de cinco jovens ao papa, respostas, discurso, orações, cantos, troca de presentes e benção.

Cristo Redentor – Seguindo o roteiro, Francisco sobrevoará a estátua do Cristo Redentor de helicóptero no domingo, antes da Missa de Envio da JMJ Rio 2013, da qual deve participar a presidente Dilma Rousseff. A celebração terminará com o discurso do cardeal Stanislaw Rylko, o Angelus do papa e o anúncio da sede e do ano em que será realizada a próxima JMJ. Após se despedir da equipe da residência do Sumaré, Francisco se dirigirá ao Rio Centro para encontrar 15.000 voluntários da JMJ e dirigir-lhes um discurso. Por último, haverá uma cerimônia de despedida no aeroporto do Galeão. A partida para Roma está prevista para as 19 horas, e a chegada a Roma, às 11h30 da manhã, hora italiana. As informações são do site oficial do Vaticano.

(Com agência EFE)