Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Unicef pede US$ 1,2 bi para atuar em 25 países em 2012

Genebra, 27 jan (EFE).- Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) solicitou nesta sexta-feira à comunidade internacional que financie suas atividades humanitárias neste ano com US$ 1,2 bilhão para poder aliviar o sofrimento de crianças e mulheres de 25 países.

A lista das nações que serão ajudadas inclui muitas das quais sofrem ‘emergências silenciosas’, segundo o Unicef, porém mais de um terço dos recursos serão destinados à Somália e ao resto dos países do Chifre da África.

A agência das Nações Unidas informou que além dos números concretos destinados a cada país, há o dinheiro de caráter regional destinado à gestão e às ajudas de emergência.

Na região da América Latina e o Caribe, o apoio será de US$ 12 milhões, porém o Haiti vai receber uma ajuda extra de US$ 24 milhões e a Colômbia de US$ 6 milhões.

‘O principal desafio na América Latina é a proteção das crianças. Especialmente na Colômbia, onde há o problema das crianças-soldado’, disse em entrevista coletiva Rima Saleh, diretora-executiva adjunta do Unicef.

No total, o Unicef pede US$ 525 milhões para a África Oriental e Austral, dos quais US$ 289 milhões são para a Somália, US$ 62 milhões para o Sudão do Sul, US$ 58 milhões para a Etiópia, US$ 47 milhões para o Quênia, US$ 25 milhões para o Zimbábue, US$ 21 milhões para Madagascar, e US$ 10 milhões para a Eritreia.

A África Ocidental será a segunda região a receber mais fundos: US$ 311 milhões, dos quais US$ 144 milhões serão distribuídos à República Democrática do Congo (RDC).

A organização destaca que, só na RDC, 1,5 milhão de pessoas são refugiadas internas, e estão ameaçadas pela violência física e sexual, e por epidemias como sarampo e cólera.

O Sudão irá contar com uma contribuição de US$ 98 milhões, o Iêmen com US$ 50 milhões, enquanto os Territórios Palestinos Ocupados receberão US$ 15 milhões.

Os cinco milhões de pessoas desabrigadas pelas inundações do Paquistão também irão contar com a ajuda do Unicef, que pretende distribuir US$ 88 milhões, além de entregar US$ 32 milhões ao Afeganistão e US$ 20 milhões ao Sri Lanka.

A Coreia do Norte será beneficiada com US$ 22 milhões e as Filipinas com US$ 20 milhões.

Finalmente, o apoio para os países da Comunidade dos Estados Independentes será de US$ 8 milhões. EFE