Clique e assine a partir de 9,90/mês

União Africana condena golpe de estado em Níger

Por Da Redação - 19 Feb 2010, 08h11

A União Africana (UA) condenou nesta sexta-feira o golpe de estado em Níger, perpetrado na quinta-feira por militares que derrubaram o presidente, suspenderam a Constituição e fecharam as fronteiras do país.

O presidente da UA, Jean Ping, disse que o órgão “condena sistematicamente qualquer mudança inconstitucional e, por consequência, condena a tomada de poder à força ocorrida em Níger”. Ele destaca ainda que acompanha com preocupação o desenvolvimento da situação no país e que está em contato com o presidente da Comunidade Econômica de Estados da África Ocidental, além de outros personagens internacionais envolvidos.

Na quinta, tropas militares lideradas por um coronel do Exército capturaram o presidente do Níger, Mamadou Tandja, depois de um longo tiroteio e anunciaram que estavam suspendendo a Constituição e dissolvendo todas as instituições políticas do país. As tensões têm se intensificado no Níger nos últimos meses depois que Tandja mudou a Constituição para estender seu mandato, o que provocou críticas generalizadas e sanções internacionais.

(Com agência France-Presse)

Publicidade