Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Uma viagem aos EUA’, o sonho de Merkel caso o muro não tivesse caído

Perguntada sobre o que estaria fazendo caso a muralha que separou Berlim em duas por 28 anos não fosse ao chão, a chanceler respondeu que viajaria aos EUA

Às vésperas das comemorações pela Queda do Muro de Berlim, a chanceler alemã Angela Merkel relembrou que seu sonho como moradora da Alemanha Oriental era visitar as Montanhas Rochosas, nos Estados Unidos, e ouvir Bruce Springsteen.

As declarações foram dadas à revista Der Spiegel. Merkel nasceu na República Federal Alemã, capitalista, mas mudou-se para o lado Oriental. Quando o Muro caiu, a chanceler tinha 35 anos.

Ao ser pergunta pela Spiegel sobre o que estaria fazendo caso a República Democrática Alemã estivesse completando 70 anos,  a líder disse que “primeiramente, nós não estaríamos conversando agora”.

E que quando completasse 60 anos de idade, em 2013, se aposentaria, pegaria seu passaporte e realizaria uma longa viagem aos Estados Unidos.

“Eu queria ver as Montanhas Rochosas, dirigindo um carro e escutando Bruce Springsteen — esse era meu sonho”. 

Na Alemanha Oriental, quando alguém alcançasse a idade para se aposentar, era concedido o passaporte para viajar ao exterior.

“Aqueles que não eram mais necessários para integrar a classe trabalhadora tinham a liberdade de sair”, contou.