Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Um segundo republicano desafia Trump nas presidenciais de 2020

Ex-deputado, Joe Walsh já foi praticamente descartado pelo próprio Partido Republicano na disputa com atual presidente

Joe Walsh, ex-deputado de Illinois pelo Partido Republicano, tornou-se neste domingo 25 o segundo republicano a desafiar o presidente Donald Trump pela indicação da legenda para as eleições presidenciais americanas de 2020.

“Estou concorrendo porque ele não está apto”, disse Walsh, de 57 anos, sobre Trump, ao programa This Week da ABC. “Alguém precisa ir em frente.”

O ex-deputado que virou apresentador de talk show aproveitou o anúncio de sua candidatura para criticar duramente o atual presidente.

“Ele é um valentão, um covarde e alguém precisa tirá-lo”, disse Walsh. “A aposta da minha campanha é que existem muitos republicanos que se sentem como eu. Eles têm medo de avançar.”

Questionado sobre as críticas de Walsh ao presidente e à decisão de concorrer, o porta-voz de Trump respondeu: “Tanto faz”.

O Comitê Nacional Republicano, responsável por supervisionar os processos partidários e as eleições primárias, rejeitou o anúncio de Walsh. O partido já combinou operações com a campanha de reeleição de Trump, incluindo a realização de eventos conjuntos.

“O presidente Trump desfruta de apoio sem precedentes entre os republicanos. Ele já entregou uma longa lista de realizações incríveis para os conservadores e o país. Os republicanos estão firmemente apoiando o presidente e qualquer esforço para desafiá-lo nas primárias provavelmente não chegará a lugar algum”, afirmou a presidente do Partido Republicano, Ronna McDaniel, em comunicado.

Walsh ganhou um assento na Câmara dos Deputados de Illinois como candidato ao movimento conservador do Tea Party do Partido Republicano em 2010, mas foi derrotado pela democrata Tammy Duckworth em sua candidatura à reeleição em 2012. Depois de deixar o Congresso, ele se tornou apresentador de um programa de rádio na área de Chicago.

Bill Weld, ex-governador de Massachusetts, era até então o único republicano concorrendo com Trump pela indicação do partido. A campanha do empresário, contudo, até agora não conseguiu ganhar força.

(Com AFP)