Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

“Um ato de pura maldade”, diz Trump sobre ataque em Las Vegas

Presidente americano e outra lideranças políticas se manifestam sobre tiroteio em Las Vegas

Depois de se solidarizar pelo Twitter com as vítimas do massacre em Las Vegas na noite deste domingo,  presidente americano, Donald Trump, fez um pronunciamento em que classificou o ato como “pura maldade”. Trump exaltou o trabalho dos policiais e autoridades locais e disse que visitará Las Vegas na quarta-feira – na terça, o republicano irá a Porto Rico, tardiamente, verificar os danos causados pelo furacão Maria. 

 Outras lideranças globais também se manifestaram sobre o ataque em Las Vegas, o mais mortal cometido com armas de fogo na história do país. Segundo informações oficiais preliminares, 59 pessoas foram mortas e mais de 527 ficaram feridas, vitimas de tiros disparados da janela do 32º andar do hotel Mandalay Bay, em frente ao espaço onde ocorria o show do festival de música country “Route 91 Harvest”. O atirador, Stephen Paddock, de 64 anos, cometeu suicídio antes que a Swat, a força de elite da polícia americana, invadisse o local. 

“Meus mais sinceros pêsames e condolências às vítimas e familiares do terrível tiroteio em Las Vegas. Deus abençoe a todos!”, escreveu Trump mais cedo em sua conta no Twitter. 

“Michelle e eu estamos rezando pelas vítimas de Las Vegas. Os nossos pensamentos estão com suas famílias e com qualquer outro que esteja sofrendo com uma tragédia sem sentido”, tuitou  ex-presidente Barack Obama.

O vice-presidente americano, Mike Pence, também manifestou suas condolências na rede social, na qual escreveu: “Karen e eu oramos e oferecemos nosso amor às vítimas, familiares e pessoas amadas afetados pela violência sem sentido em Las Vegas”. 

A premiê britânica, Theresa May, prestou sua solidariedade nas redes sociais. “Nossos pensamentos estão com as vítimas e com os serviços de emergência que responderam ao ataque terrível em Las Vegas”. Horas antes, a conta oficial do governo britânico havia sido usada para expressar condolências às vítimas de ataques no Canadá e na França.

Líderes dos governos da Austrália, Suécia e Dinamarca estão entre as figuras políticas que também se manifestaram sobre o ataque em Las Vegas, o qual descrevem como “sem sentido” e “brutal”.