Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Último sermão de Bento XVI atrai multidão ao Vaticano

200 mil pessoas são esperadas na Praça de São Pedro para assitir à histórica última audiência pública do pontífice, cujo papado vai terminar nesta quinta-feira

Por Da Redação 27 fev 2013, 05h50

Uma multidão se reúne nesta quarta-feira na Praça de São Pedro, no Vaticano, para assistir à audiência pública final do papa Bento XVI, que faz seu último sermão antes de encerrar seu papado nesta quinta. O evento, que normalmente seria realizado dentro de uma sala na Basílica de São Pedro, ocorre ao ar livre devido ao imenso interesse despertado pelo caráter histórico. Segundo o Vaticano, 50.000 ingressos foram distribuídos, porém mais de 200.000 pessoas são esperadas.

Leia também:

Papa diz que renúncia não significa abandonar a Igreja

O papa, que continuará sendo chamado Sua Santidade Bento XVI e terá o título de “papa emérito” ou “pontífice romano emérito”, chega à praça no chamado papamóvel. Depois do sermão, Bento XVI não deve fazer mais aparições públicas até esta quinta-feira, quando deixará o Vaticano de helicóptero para se instalar provisoriamente na residência papal de verão de Castel Gandolfo.

Após a escolha de seu sucessor pelo conclave, ele voltará ao Vaticano, onde vai levar uma vida contemplativa em um mosteiro. O Anel Papal vai ser destruído, de acordo com a tradição do Vaticano, e o pontífece passará a trajar uma “batina branca simples”.

Na segunda-feira, Bento XVI aprovou a publicação de um “Motu Proprio” para redefinir alguns pontos da Constituição Apostólica e poder antecipar o conclave que elegerá o novo pontífice. A mudança no documento papal aprovado pelo seu antecessor permite aos cardeais realizar o conclave antes do dia 15 de março, prazo originalmente estipulado. Porém, ainda não está certo em que dia começará a escolha do novo papa.

De acordo com as regras da Igreja, seria necessário um período de 15 a 20 dias após o início da “Sé Vacante” – quando a Igreja Católica fica sem seu principal representante – para que todas as autoridades que participam das eleições cheguem ao Vaticano. Mas, com o anúncio prévio do fim do pontificado de Bento XVI a partir de 1º de março, os cardeais devem anunciar a data do conclave para mais cedo.

Na manhã do dia 11 de fevereiro de 2013, Bento XVI surpreendeu o mundo com a notícia de que deixaria o pontificado ao fim do mês, devido ao seu frágil estado de saúde, tornando-se o primeiro papa a abdicar do cargo em 600 anos.

Continua após a publicidade
Publicidade