Clique e assine a partir de 8,90/mês

Último dia de campanha tem comício da oposição e festa de Chávez

Oposição se concentrou no estado de Miranda e os chavistas se reuniram na capital do país. Eleições legislativas ocorrem domingo

Por Mariana Pereira de Almeida, de Caracas - 24 set 2010, 00h18

Chávez diz que não tem intenção de deixar o poder tão cedo. “Se Deus me der saúde, estou pronto para mais seis anos, depois de 2012”

A Venezuela teve um dia movimentado nessa quinta-feira marcada pelo encerramento das campanhas para as eleições de domingo, quando serão escolhidos os 165 deputados da Assembleia Nacional. De um lado, os partidos de oposição se reuniram em um grande comício, em Los Teques, no estado de Miranda. Do outro, o Partido Socialista Unido de Venezuela (PSUV) realizou uma festa com diversos shows, na capital do país. Hugo Chávez esteve fora da cidade para participar de eventos e caravanas nos estados de Carabobo e Lara. Depois de prometer uma resposta à traição do governador de Lara, Henri Falcón – que abandonou o chavismo este ano – o caudilho disse que não tem intenção de deixar o poder tão cedo. “Se Deus me der saúde, estou pronto para mais seis anos, depois de 2012”, afirmou.

Preparação do palco em Caracas onde o Partido Socialista Unido de Venezuela (PSUV), de Chávez, realizou uma festa durante a noite
Preparação do palco em Caracas onde o Partido Socialista Unido de Venezuela (PSUV), de Chávez, realizou uma festa durante a noite VEJA

Em Caracas, a festa esquerdista foi noite adentro. Artistas embalaram a multidão em cima de um grande palco, que estava sendo montado desde o início da tarde, na Praça Venezuela, no centro da cidade. “Alerta, alerta, alerta, que a espada de Bolívar passa pela América Latina” , cantavam os bolivarianos, uniformizados com camisetas e bonés vermelhos. Slogans e frases feitas, citando a palavra “socialismo”, levavam os chavistas à loucura.

A candidata independente Maria Corina Machado conversa com crianças antes de comício
A candidata independente Maria Corina Machado conversa com crianças antes de comício VEJA

Já a oposição se reuniu em Los Teques, cerca de 45 minutos de Caracas. A candidata independente Maria Corina Machado foi aplaudida assim que chegou ao local. Cumprimentou todos à sua volta, e logo juntou-se à multidão que seguia um carro de som. O evento que começou com ares de carnaval logo deu lugar a um grande comício com políticos locais. A força dos discursos pronunciados mostrou que, desta vez, a oposição está unida e determinada. O grande objetivo da coalizão é conquistar o número suficiente de cadeiras na Assembleia Nacional para mudar o perfil da Assembleia, em que Chávez tem maioria suficiente para aprovar as leis que bem entende.

Continua após a publicidade
Publicidade