Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Último ataque de um republicano contra Romney: ‘ele fala francês!’

Por Jewel Samad 13 jan 2012, 13h56

O pré-candidato republicano à Casa Blanca Newt Gingrich, em uma forte disputa com Mitt Romney, favorito na corrida pela nomeação do partido, lançou uma nova crítica contra seu adversário, acusando-o de…falar francês.

O Conquistando nosso futuro, um grupo de interesse que apoia o conservador Newt Gingrich, inunda as telas das televisões da Carolina do Norte (sudeste dos Estados Unidos), local da próxima primária republicana, com propaganda anti-Romney, por uma quantia de 3,4 milhões de dólares.

Em um dos anúncios, intitulado “Mitt Romney, o moderado de Massachusetts disposto a dizer qualquer coisa para ser eleito”, o ex-governador deste estado do nordeste dos Estados Unidos é criticado por suas posições supostamente moderadas demais.

No final do anúncio, acrescenta: “E, como John Kerry, fala francês!”.

Vê-se então Mitt Romney se apresentando em francês em um vídeo em preto e branco, sem data, em que ele aparece jovem e dando pulinhos. “Bom dia, me chamo Mitt Romney”, declara o futuro candidato na língua de Molière.

Em 2004, o democrata John Kerry, outro candidato francófono candidato às eleições presidenciais americanas, foi motivo de piada por “seu aspecto muito francês”.

Mitt Romney viveu, nos anos 60, quando tinha vinte e poucos anos, em Paris e Bordeaux, onde foi pregar, como é costume entre os jovens mórmons.

A “ligação francesa” tem má reputação entre os conservadores dos Estados Unidos, já que alguns continuam sem digerir a oposição da França à guerra do Iraque. Além disso, os franceses são frequentemente vistos como intelectuais de esquerda.

Continua após a publicidade
Publicidade