Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UE sanciona 180 novas entidades e pessoas por programa nuclear iraniano

Bruxelas, 1 dez (EFE).- A União Europeia (UE) acordou nesta quinta-feira acrescentar 180 entidades e indivíduos na lista de sancionados pelos vínculos com o programa nuclear iraniano.

A decisão, adotada pelos ministros das Relações Exteriores, é uma resposta ao último relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), que acusa o Irã de estar trabalhando para fabricar armas nucleares.

As instituições e empresas sancionadas, cujas identidades serão divulgadas nesta sexta-feira, terão seus ativos na Europa congelados, enquanto os indivíduos, além disso, terão proibida a entrada na UE.

Estas novas medidas se somam a várias rodadas similares que a UE aprovou anteriormente e já vinha preparando nas últimas semanas.

Em paralelo, os ministros de Relações Exteriores europeus discutiram a possibilidade de outro tipo de sanções para o futuro, sem que estes novos passos sejam conhecidos no momento.

Entre essas medidas adicionais, está a possibilidade de impor um embargo às importações de petróleo iraniano e atacar seu setor financeiro atuando contra o Banco Central.

A Europa continua defendendo uma via dupla com o programa nuclear iraniano, que passa pela imposição de sanções para aumentar a pressão e pelas tentativas de conseguir uma solução negociada.

Neste sentido, Bruxelas continua esperando uma resposta por parte de Teerã sobre a última oferta de diálogo expressada pela chefe da diplomacia comunitária, Catherine Ashton, em nome da comunidade internacional. EFE