Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UE pede abertura de Gaza à livre circulação de pessoas e mercadorias

Gaza, 25 jan (EFE).- A chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Catherine Ashton, pediu nesta quarta-feira a Israel que abra as fronteiras da Faixa de Gaza à livre circulação de pessoas e mercadorias.

Em uma breve declaração à imprensa concedida durante a assinatura de um acordo para financiar projetos da agência da ONU para os refugiados palestinos (UNRWA, na sigla em inglês), com orçamento de 55 milhões de euros, Ashton disse que ‘o mais importante é o compromisso político com Gaza’.

‘Por isso sempre peço a Israel que reabra as fronteiras e permita à população de Gaza exportar e importar’, indicou.

Trata-se da terceira visita feita à Faixa pela representante, que afirmou que o bloqueio que Israel impôs a esse território desde o início do governo do grupo islâmico Hamas ‘deve ser levantado para permitir que as pessoas se movimentem com liberdade’.

Por pressões internacionais, Israel extinguiu o bloqueio à entrada da maioria dos produtos básicos em junho de 2010 – após o ataque militar à Frota da Liberdade -, mas impede a saída de produtos e de civis que não seja por razões humanitárias.

Ashton se encontra desde terça-feira na região em uma visita para impulsionar as negociações de paz entre israelenses e palestinos, que nas últimas semanas mantêm contatos preliminares em Amã antes de vencer o prazo determinado em setembro pelo Quarteto para o Oriente Médio (composto por Estados Unidos, UE, Rússia e ONU) para apresentar suas posições sobre as fronteiras de um Estado palestino.

‘Acho que deve haver negociações sérias para conseguir a solução de dois Estados’, declarou a representante a respeito destes contatos, que por enquanto não abriram novas perspectivas de paz.

Nesta quarta, os negociadores de Israel e da Autoridade Nacional Palestina (ANP) voltarão a se reunir na capital jordaniana pela quinta vez, coincidindo com uma informação publicada no jornal ‘Ha’aretz’ sobre uma forte discussão ocorrida no encontro de sábado passado.

Ashton deve se reunir nesta quarta-feira em Jerusalém com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e com o titular das Relações Exteriores, Avigdor Lieberman, e na quinta-feira manterá uma reunião em Amã com o presidente da ANP, Mahmoud Abbas. EFE

sar-elb/mm