Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UE critica execução de um dos autores do atentado de Minsk

Bruxelas, 17 mar (EFE).- A União Europeia (UE) criticou neste sábado a execução em Belarus de Vladislav Kovalev, um dos dois autores do atentado com bomba realizado em abril de 2011 no metrô de Minsk, no qual morreram 15 pessoas e mais de 200 ficaram feridas.

Kovalev e o outro autor do ataque, Dmitri Konoválov, foram condenados à pena capital em julgamento concluído em novembro.

A chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, afirmou que é consciente dos ‘terríveis crimes’ dos quais Kovalev é acusado e expressou suas condolências aos familiares das vítimas, mas disse que os dois acusados ‘não foram objeto de um processo justo e não tiveram direito de se defender’.

Ela afirmou que a UE ‘se opõe à pena capital sob toda circunstância’ e considera esta condenação ‘cruel e desumana’.

Ashton pediu às autoridades bielo-russas que deixem de aplicar a pena capital e ressaltou que é ‘o único país na Europa’ onde esta condenação continua sendo praticada.

Na mesma linha, o presidente do Parlamento Europeu (PE), Martin Schulz, condenou a execução de Kovalev e lamentou que o Governo bielo-russo ‘não escute os repetidos pedidos da UE e da comunidade internacional para deixar de aplicar a pena capital’.

Tanto Ashton como Schulz ressaltaram que o destino do outro autor do ataque ‘continua incerto’. EFE