Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ucrânia registra 46 candidatos à eleição presidencial

Piotr Poroshenko, um dos principais empresários ucranianos, lidera as pesquisas

O Comitê Eleitoral Central da Ucrânia revelou nesta segunda-feira que registrou 46 candidatos à eleição presidencial prevista para o dia 25 de maio. O prazo para apresentação das candidaturas se encerrou na meia-noite deste domingo. Todos os aspirantes depositaram 2,5 milhões de grivnas (cerca de 233.000 dólares) para poderem concorrer às eleições. Apesar do grande número de candidatos, analistas e pesquisas apontam que poucos têm reais chances de vencer a disputa.

Todas as pesquisas apontam o empresário Piotr Poroshenko, um dos homens mais ricos do país, como o favorito dos ucranianos à vitória. No sábado, em uma manobra que surpreendeu a todos, o campeão dos pesos pesados de boxe Vitali Klitschko, líder do partido Udar (‘soco’), decidiu não disputar as eleições e apoiou publicamente Poroshenko. O exemplo de Klitschko, que estava em segundo nas pesquisas de intenção de votos, não foi acompanhado pela ex-primeira-ministra Yulia Tymoshenko, que confirmou sua participação na eleição apesar não alcançar nem 10% do apoio popular nas pesquisas.

Leia também

Rússia garante que não invadirá a Ucrânia

Tymoshenko diz que concorrerá à presidência da Ucrânia

Putin e Obama discutem solução para crise da Crimeia

Já o Partido das Regiões, do deposto Yanukovich, expulso da legenda neste fim de semana, apostou em Mikhail Dobkin, ex-governador da região de Kharkiv, para a eleição. E o ultranacionalista Svoboda, uma das três formações que sustentam o atual governo interino da Ucrânia, escolheu seu líder, Oleg Tiagnibok, para disputar a presidência. A lista, publicada após o fim do prazo para a apresentação de candidaturas no domingo, inclui muitos “candidatos pequenos”. Entre eles está o representante do Partido Ucraniano da Internet, Darth Vader, que geralmente comparece à Praça da Independência de Kiev com a máscara e a capa do personagem de ‘Guerra nas Estrelas’. Um dos líderes da comunidade judaica ucraniana, Vadim Rabinovich, também é candidato. Mas a lista pode ser reduzida após a análise das candidaturas, que deve terminar em 4 de abril.

Crimeia – O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, chegou nesta segunda-feira à Crimeia para uma visita à península recém anexada à Federação Russa, informa a rede CNN. “Estou em Simferopol. Hoje o governo vai discutir o desenvolvimento da Crimeia”, escreveu Medvedev na rede social Twitter. O primeiro-ministro estava acompanhado de uma grande delegação do governo russo, segundo agências de notícias. Medvedev é a principal autoridade do país a visitar a Crimeia desde a anexação à Rússia.

(Com agência EFE)