Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Twitter anuncia a suspensão de 125.000 contas ligadas ao terrorismo nos últimos meses

O Twitter anunciou nesta sexta-feira que suspendeu 125.000 contas relacionadas a terrorismo desde meados de 2015. A empresa informou também que aumentou a equipe responsável pela averiguação de denúncias de contas associadas a grupos extremistas, a fim de acelerar o processo. Segundo o Twitter, os perfis foram suspensos por “ameaçar ou promover atos terroristas, relacionados principalmente ao ISIS (Estado Islâmico)”.

A suspensão das contas ocorreu depois que o Twitter e outras empresas de tecnologias passaram a ser pressionados por autoridades americanas a aumentar o combate contra práticas digitais de grupos terroristas, principalmente após os atentados de Paris e San Bernardino, na Califórnia, no ano passado – as investigações desses ataques apontaram que muitos terroristas se radicalizam por sites e redes sociais.

Leia também:

Vídeo: drone capta imagens da destruição deixada pela guerra na Síria

“O Twitter serve para vender livros, para promover filmes e para difundir terrorismo – para vender assassinato”, disse James Comey Jr., diretor do FBI, em uma coletiva de imprensa em dezembro, reportou o jornal americano The New York Times.

Embora a quantidade de contas suspensas seja apenas uma pequena fração do total de 320 milhões de usuários ativos do Twitter, 125.000 é um número muito superior ao estimado por especialistas no passado. Um estudo americano divulgado no ano passado estimava que cerca de 46.000 contas do Twitter eram usadas por pessoas que apoiam o EI entre setembro e dezembro de 2014, por exemplo.

(Da redação)