Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Turquia detém cerca de 1.300 imigrantes com destino à Grécia

Operação ocorreu nesta segunda-feira, um dia após acordo entre UE e Turquia para conter fluxo de imigrantes à Europa

Por Da Redação 30 nov 2015, 16h13

A Turquia prendeu cerca de 1.300 imigrantes sírios, afegãos, iranianos e iraquianos que estavam se preparando para cruzar até à Grécia, além de três homens que promoviam a travessia ilegal de refugiados, de acordo com as agências de notícias Reuters e Associated Press. Centenas de imigrantes foram detidos na cidade de Ayvacik, um dos principais pontos de passagem para a ilha grega de Lesbos, onde muitos tentavam se esconder em olivais.

As detenções ocorreram um dia depois de os líderes da União Europeia (UE) e da Turquia firmarem um acordo de contenção do fluxo de imigrantes para o continente, em que as autoridades turcas se comprometem em reforçar os controles de suas fronteiras em troca de um pacote de ajuda de 3 bilhões de euros.

Leia também:

União Europeia e Turquia fazem acordo para conter fluxo de imigrantes

UE teme ‘catástrofe’ com refugiados chegando durante o inverno europeu

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 425.000 pessoas chegaram à ilha grega de Lesbos em barcos este ano, enquanto outros 300.000 refugiados alcançaram a Grécia vindos da Turquia, o que levou líderes da União Europeia a criticar o vizinho turco por sua falta de controle nas fronteiras.

Grupos de direitos humanos alertam para o risco de que, com o maior controle na fronteira turca, refugiados sejam forçados a tentar alcançar países europeus por rotas mais perigosas. “Este acordo só vai tornar a jornada ainda mais cara e perigosa para aqueles determinados a chegar à Europa”, disse Melanie Ward, diretora do Comitê Internacional de Resgate do Reino Unido, ao jornal britânico The Guardian.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade