Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Turquia anuncia que retirará suas tropas posicionadas no norte do Iraque

Após ligação do presidente americano Barack Obama na sexta, governo de Recep Erdogan anunciou que recuará seus militares para evitar outro "mal-entendido"

Por Da Redação
19 dez 2015, 19h55

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia anunciou neste sábado que seguirá retirando as tropas que estavam posicionadas ao norte do Iraque. Em comunicado divulgado neste sábado, o governo turco reconheceu que houve um “mal-entendido” e que apoia a soberania e a integridade territorial do país árabe. “A Turquia, em reconhecimento das preocupações iraquianas e de acordo com necessidades da guerra contra o Estado Islâmico, continuará retirando suas forças militares da província de Ninawa que foram a fonte do mal-entendido”, dizia o texto.

Em um telefonema realizado nesta sexta-feira, o presidente americano Barack Obama insistiu com seu colega Recep Erdogan na necessidade de que a Turquia “respeite a soberania e a integridade territorial do Iraque” e solicitou ao presidente turco a retirada das tropas. Na primeira semana de Dezembro, a Turquia havia enviado um reforço de 600 militares, com 20 tanques de guerra, a Bashika, a cerca de 20 quilômetros de Mossul, onde estão alocados instrutores militares turcos desde março. O envio das tropas foi justificado pela necessidade de proteger esses instrutores, que treinavam um grupo de voluntários dispostos a reconquistar Mossul, cidade que foi controlada pelos jihadistas em junho de 2014.

“Como um membro comprometido da coalizão mundial contra o Estado Islâmico, a Turquia está pronta para cooperar com o Iraque para coordenar de forma mais próxima os esforços para vencer e destruir o grupo terrorista”, acrescentou a nota. A Turquia já havia anunciado na segunda-feira passada a retirada de parte de seus soldados de Bashika. Porém na última terça, o Iraque reivindicou a “retirada completa” das forças turcas de seu território pela falta de coordenação com o governo central iraquiano. A ação turca teria sido informada apenas às autoridades regionais curdas localizadas do norte do Iraque.

(com EFE)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.